Revolução digital é o assunto da vez após a divulgação do Ministério da Educação (MEC), na manhã desta terça-feira (18) do Índice Geral de Cursos (IGC), considerada a mais importante avaliação de ensino. Foram avaliadas 2.066 instituições de ensino superior no país, tanto as públicas quanto as privadas, com base na média ponderada das notas dos cursos de graduação e de pós-graduação de cada uma delas, apontando que apenas 1,6% alcançaram a nota máxima (5).

De acordo com o IGC, a Unicesumar permanece, pelo oitavo ano consecutivo com nota 4, resultado que apenas 18,9% das instituições brasileiras conseguiram alcançar. “O índice do MEC é divulgado todos os anos e tornou-se uma ferramenta poderosa. Com estes dados, o estudante pode escolher qual curso e universidade ele vai fazer. Até porque, os cursos também são avaliados e recebem pontuações de 1 a 5”, explica o diretor da Unicesumar, polos de Blumenau, Jaraguá do Sul, Indaial, Joinville e Gaspar, Adriano Albano.

No Vale do Itapocu, a Unicesumar está presente em Jaraguá do Sul e ganhou destaque, com nota 4, em primeiro lugar, com o maior conceito do Ministério da Educação, entre todas as instituições particulares de ensino presencial e a distância. Nenhuma instituição de ensino superior do Brasil, que oferece EAD, conseguiu, por tantos anos consecutivos, manter-se nesse nível de excelência.

“Além de estarmos com a nota de excelência no principal indicador de qualidade do MEC, o IGC, ganhamos prêmio como melhor instituição superior do mundo em relacionamento com o aluno e também como melhor material didático do Brasil. Temos também 26 cursos entre os melhores do país, no Guia do Estudante.  A Unicesumar está entre as 10 maiores do Brasil, e entre estes, tem a melhor nota do MEC, e a qualidade é mantida em todas as 550 cidades em que está presente. Mesmo com a exigência do MEC de que apenas 30% do corpo docente seja formado por mestres ou doutores, a Unicesumar preenche com 80% , bem além do que seria obrigada. Estes indicadores comprovam a preocupação da instituição com a qualidade do ensino”, avalia Albano.

O IGC é divulgado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), órgão vinculado ao MEC, sintetizando em um único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação (presenciais e a distância), mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino. O cálculo do IGC é realizado anualmente e considera a média dos dados do Conceito Preliminar de Curso (CPC) do último triênio.

Também são consideradas as médias dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu, a partir de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu. Esse último critério se baseia em dados do censo da educação superior e da Capes. Esta avaliação apontou que 0,5% das instituições de ensino superior obtiveram conceito 1; 13%, conceito 2; 66%, conceito 3; 18,9%, conceito 4 e 1,6%, conceito 5, em todo o Brasil.

Sendo que, entre as instituições de ensino superior, graduação e pós-graduação, presencial ou a distância, particular ou pública, em Jaraguá do Sul e Guaramirim, três delas obtiveram a nota 4. Lembrando que a nota do IGC varia de 1 a 5, sendo que 4 e 5 são considerados resultados excelentes.

Mas a grande novidade na divulgação do índice hoje foi a possibilidade de extinção de algumas carreiras nos próximos anos. Estima-se que até 2030, 800 milhões de profissionais possam perder seus empregos por causa da automação e robótica. Alguns cursos não existirão mais como Administração, Ciências Contábeis e Engenharia de Produção. “Muitos cursos superiores não existirão como é atualmente, porque precisam mudar a metodologia. A Unicesumar pensa sempre nesta evolução da tecnologia e já oferece cursos com a metodologia ativa, onde o aluno participa muito mais e tem contato com tecnologia e realidade aumentada”, finaliza Albano.

Unicesumar

A  Unicesumar possui 550 polos de EAD, 120 mil alunos, 3 mil colaboradores e presença em todos os estados brasileiros. Atualmente, são 56 cursos de Graduação (Bacharelado, Licenciatura e Tecnólogo) e 86 cursos de Pós-Graduação, além de 500 cursos livres e cursos desenvolvidos sob demanda para empresas. Possui quatro campi de ensino presencial nas cidades de Maringá, Curitiba, Londrina e Ponta Grossa, no Paraná. Seu corpo docente é formado por mais de mais de 800 professores, sendo 80% mestres e/ou doutores.

Confira os resultados das principais instituições credenciadas pelo MEC  para atuar em Jaraguá do Sul e Guaramirim: