A disparada dos casos de coronavírus em Gaspar já causa reflexos no funcionamento do Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Atualmente, os dez leitos de UTI reservados para pacientes com Covid-19 estão ocupados. Diante do aumento da demanda por atendimento, a unidade de saúde teve que abrir novos leitos clínicos e suspender as consultas ambulatoriais e cirurgias eletivas por prazo indeterminado.

Após um período de baixa, o número de internações atingiu patamares similares ao primeiro pico da doença, em julho. “Estamos com 100% dos leitos de UTI ocupados, temos colaboradores afastados por estarem positivados ou com suspeita de Covid-19, e a demanda por atendimento só cresce. Por isso, decidimos focar o nosso atendimento novamente para os infectados nesta pandemia”, afirma Claudio Marmentini, diretor administrativo do hospital.

Com a suspensão das consultas ambulatoriais e cirurgias eletivas, o hospital ampliará o número de leitos e salas disponíveis para atendimento. “Além de diminuir o risco de infecção de profissionais e pacientes, a decisão de suspender atividades não relacionadas ao atendimento de urgência e emergência tem como objetivo focar os esforços dos nossos profissionais de saúde no combate à pandemia”, explica o diretor.

 

 

Para evitar um colapso, Marmentini reforça a importância do distanciamento social e das medidas de higienização. “O Hospital de Gaspar irá continuar trabalhando para atender todos os pacientes, porém é importante que todos façam a sua parte e se protejam. Quanto menor o número de casos, menos vítimas teremos. Por isso, é essencial evitar aglomerações, higienizar constantemente as mãos e sempre usar máscara”, conclui.

Receba as notícias do OCP no seu WhatsApp: