A Secretaria de Saúde de Guaramirim iniciou um trabalho focado na otimização dos atendimentos em saúde mental e emocional dos munícipes.

Em vista da demanda involuntária de espera pelo serviço especializado, foi desenvolvido um trabalho de triagem com o objetivo de atualização e conhecimento da demanda reprimida.

A fila foi reduzida pela metade e o trabalho segue acontecendo no município.

Conforme a secretária de Saúde, Cheila Rohweder, o trabalho consistiu no contato e acolhimento aos pacientes que aguardam na fila para entender qual a realidade da pessoa no momento e verificar a necessidade ou não de seguir aguardando consulta.

“Estamos identificando o que levou esse paciente à fila e dando os encaminhamentos necessários, como incluindo em algum grupo do Núcleo Ampliado de Saúde da Família ou outros projetos que serão realizados nas unidades básicas”, afirma.

A secretária explica que o objetivo é continuar o atendimento humanizado em saúde mental e dar celeridade para preservar a saúde dos pacientes.

“Estamos identificando as necessidades e tendo um olhar diferenciado para cada caso, buscando um acolhimento humanizado e coerente para aquela pessoa”, diz.

Após essa identificação, o Serviço de Psicologia da Secretaria Municipal de Saúde irá iniciar um trabalho em conjunto com as unidades de saúde para oferecer suporte da saúde mental nas próprias unidades.