Foto: Eduardo Montecino/OCP Online
Cinco mentes muito criativas e um desafio: registrar nas paredes tudo que alimenta e motiva o Centro Cultural da Scar (Sociedade Cultura Artística). Nos próximos dez dias, dança, música, teatro e todas as expressões artísticas que fortaleceram a Scar durante seus 60 anos de existência passarão a ficar visíveis na área externa da estrutura através de outra arte: o grafite.
O prédio de 10 mil metros quadrados ganhará um colorido e sentido especial pelas mãos dos artistas Enivo, Mateus Bailon, Mauro Neri, Rafael Sliks e Ricardo AKN. Os artistas têm trabalhos, parecidos com o proposto pela Scar, reconhecidos no Brasil e no exterior.
Eles calculam que deverão ser utilizadas cerca de 200 latas de spray, algo em torno de 500 litros de tinta, para dar uma nova cara ao prédio. O projeto deve ficar pronto no dia 8 de abril.
De acordo com o presidente da Scar, Udo Wagner, a ideia surgiu ao observar a amplitude do grafite e como ele está presente em diversos prédios culturais.