Foi confirmado na tarde de ontem o repasse de R$ 600 mil para a realização do Festival de Musica de Santa Catarina (Femusc) pelo governo do Estado. A sombra da crise financeira deixava dúvidas sobre a efetivação do aporte financeiro, já solicitado março do ano passado, e levou comitiva de representantes jaraguaenses à Florianópolis. “O valor representa um quarto do investimento. Hoje, basicamente, os grandes patrocinadores do festival são a WEG, que destina R$ 600 mil pela Lei Rouanet, e a Fundação Catarinense de Cultura com mais R$ 600 mil”, destacou o diretor executivo do Instituto Femusc, Fenísio Pires Júnior. Também participaram da reunião com o governador em exercício Eduardo Pinho Moreira, o prefeito de Jaraguá do Sul, Dieter Janssen, o presidente do Femusc, Ilton José da Veiga Faria, e integrantes da diretoria do festival, Antônio César da Silva e Paulo Chiodini. O encontro foi solicitado pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Sustentável, Carlos Chiodini. “São centenas de jovens, professores que vem do mundo inteiro, de forma voluntária, passar seus ensinamentos e engrandecer a cultura não somente de Jaraguá do Sul, bem como de todo o Estado”, enfatizou o secretário. De acordo com Pires Júnior, a secretaria da Fazenda já sinalizou a liberação no decorrer da próxima semana. O montante é destinado para fins administrativos, entre eles o pagamento da estrutura do Centro Cultural. O festival tem abertura marcada para o próximo dia 17 e segue até 30 de janeiro.