A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, amplia a coleta seletiva de uma para duas vezes por semana para 84 mil pessoas residentes em 15 bairros centrais na ilha e no continente. De acordo com o secretário Fábio Braga, Florianópolis precisa acelerar as metas lixo zero para reciclar 60% dos recicláveis secos até 2030.

A estimativa é que, até lá, a coleta seletiva amplie de 12 mil para 50 mil toneladas/ano a recuperação de vidros, plásticos, metal e papel, com ganhos de R$ 39 milhões ao ano para a cidade, entre o que economizará com transporte e aterramento sanitário e a geração de renda para triadores.

O superintendente de Gestão de Resíduos, Ulisses Bianchini, aponta que, ao dobrar a frequência da seletiva nas áreas centrais mais adensadas, onde moram 16,5% das pessoas, a coleta pública recupera o padrão de atendimento de antes da pandemia.

 

Mais do que antes da pandemia

Desde maio, informa a gerente da Coleta Seletiva, Tamara Gaia, a coleta seletiva foi ampliada para 86 ruas e servidões, foram instalados 50 contentores de mil litros para entrega voluntária de recicláveis em locais de difícil acesso ao caminhão e agora, é ativada a terceira fase com o aumento da frequência dos roteiros.

Nesta semana, entrou em operação a primeira etapa da expansão. Começou pelo João Paulo na quinta-feira. Nesta sexta, Santa Mônica, Jardim Anchieta e Itacorubi terão a segunda coleta seletiva pela primeira vez, domingo será a vez de Coqueiros, Itaguaçu e Bom Abrigo. A partir da semana que vem, novos bairros terão a frequência ampliada. A equipe de sensibilização ambiental da Smma tem informado nos bairros a data da mudança.

Nestes bairros, apesar do aumento da seletiva, a coleta convencional (rejeito) segue inalterada. O apelo ao usuário, afirma Tamara Gaia, é que faça a separação adequada e disponha para coleta na forma, dias e horários certos.

1ª etapa (a partir de 5 de agosto)

  • João Paulo - DOM E QUI, noite (5,7 mil habitantes)
  • Santa Mônica e Jardim Anchieta - SEG e SEX, manhã (2 mil habitantes)
  • Itacorubi - SEG e SEX, noite (19 mil habitantes)
  • Coqueiros, Itaguaçu e Bom Abrigo - DOM e QUI, noite (20 mil habitantes)
  • Coqueiros via gastronômica DOM e QUA, noite

2ª etapa

  • Parque São Jorge, Loteamento Guarani e Córrego Grande - QUA E SÁB, manhã (12,7 mil habitantes) - a partir de 11 de agosto
  • Jardim Atlântico, Bairro de Fátima e Coloninha - SEG e SEX, noite (20 mil habitantes) - a partir de 16 de agosto
  • Santo Antônio e Sambaqui - QUI, manhã (3,7 mil habitantes) - a partir de 19 de agosto