Por Dyovana Koiwaski Pelo segundo fim de semana consecutivo, os brasileiros poderão prolongar o descanso em virtude do feriado de Tiradentes nesta sexta-feira (21). Com os dias a mais de folga, muitas pessoas estão aproveitando para viajar. De acordo com a Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav), a demanda por viagens de lazer em 2017 deverá crescer entre 8% e 14%, impulsionando o desenvolvimento econômico. Em Jaraguá do Sul, conforme o gerente da Cosmos Turismo e Viagem, Kilian Sohn Neto, os feriados prolongados estão aumentando em cerca de 30% a procura por pacotes de viagem. Os destinos preferidos são Caribe, através dos cruzeiros, e os Estados Unidos. Em Santa Catarina, as viagens, em sua maioria, são para a serra ou litoral. “Essa demanda maior começou já no fim do ano passado porque geralmente quem deseja viajar planeja com antecedência”, comenta Neto. Para quem quer aproveitar o turismo local, o gerente relata que os maiores atrativos turísticos vêm sendo as rotas de cicloturismo e pontos religiosos, como a Chiesetta Alpina. Um levantamento feito pelo Ministério do Turismo revela que as viagens nos fins de semana prolongados por feriados que caem na segunda, terça, quinta ou sexta-feira injetarão R$ 21 bilhões a mais na economia do Brasil. A pesquisa considerou um acréscimo de 22 dias de folga, quando 10,5 milhões de viagens deverão ser realizadas. De acordo com o Ministério, o feriado que deve gerar o maior impacto é o Dia de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro, quando 1,94 milhão de viagens movimentarão R$ 3,9 bilhões na economia. O documento levou em consideração os feriados de 21 de abril (Tiradentes, sexta-feira), 1º de maio (Dia do Trabalho, segunda-feira), 15 de junho (Corpus Christi, quinta-feira), 7 de setembro (Independência do Brasil, quinta-feira), 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora Aparecida, quinta-feira) e 2 de novembro (Finados, quinta-feira). Carnaval, Semana Santa, Natal e Réveillon foram desconsiderados. Para quem ainda não decidiu o roteiro de viagem, Kilian Neto aconselha o acompanhamento de perto das promoções oferecidas pelas agências de turismo e empresas aéreas, já que o equilíbrio entre oferta e demanda impacta diretamente na composição das tarifas aéreas e hoteleiras.