O Ministério da Educação aplicará em 2021 a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Trata-se de um conjunto de avaliações externas, em larga escala, que permite ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) realizar um diagnóstico da educação básica brasileira e de fatores que podem interferir no desempenho do estudante.

Em Jaraguá do Sul, a Rede Municipal, além do Projeto de Educação Garantida (PEG), que busca a recuperação de conteúdos de 2020, aplicou, nesta semana, o segundo simulado nos mesmos moldes da prova do Saeb. De acordo com a secretária de Educação, Ivana Atanásio Dias, em setembro foi aplicado o primeiro simulado. As provas foram elaboradas pelos assessores das áreas do conhecimento da Secretaria, na sequência, foram envelopadas e os invólucros abertos apenas no dia da prova e diante dos alunos. Ivana acrescenta que a Rede responde à avaliação no mesmo dia e horário.

“Os professores não têm acesso anterior às avaliações, tal qual acontece com a avaliação Saeb”, pontua.

O resultado será transformado em dados. “A Secretaria e as escolas sabem questão por questão o índice de erro e de acerto para que aquilo que não foi bem aprendido seja retomado com profundidade”, destaca.

Foto: Divulgação PMJS

Primeiro simulado em Jaraguá do Sul

Um estudo inédito realizado no estado de São Paulo, no início de 2021, indicou resultados preocupantes na educação básica. Comparado com os índices do Saeb de anos anteriores, o resultado obtido pelos alunos do 5º ano em 2021 em Língua Portuguesa é o mesmo de dez anos atrás e em Matemática está próximo da nota de 14 anos atrás.

A defasagem em Matemática é maior porque exige maior interação entre professores e alunos para o aprendizado efetivo. Certamente, o ensino remoto foi a melhor solução para o período da pandemia, no entanto, deixou lacunas que precisam ser retomadas.

Foto: Divulgação PMJS

O resultado do simulado realizado pela Secretaria de Educação, em setembro, reflete, em parte, esse impacto. No 5º ano, o desempenho dos alunos nesse simulado revelou média de 64% em Matemática e 74% em Língua Portuguesa. Já, nas turmas de 9º ano, os resultados foram 47% em Matemática e 67% em Língua Portuguesa.

Com base nesses resultados, cada professor identificou as habilidades nas quais os alunos apresentaram maior defasagem, para repensar seu planejamento a partir dos estudos realizados em reuniões, sob a orientação dos assessores pedagógicos da secretaria. Os resultados dessas ações serão analisados após a aplicação do simulado deste mês.