Desde maio, os mais de 500 estudantes da Escola de Educação Básica Professora Giardini Luiz Lenzi, no bairro Vila Lenzi, não podem utilizar a quadra de esportes durante as aulas de educação física ou para a realização de eventos. O local foi interditado após uma vistoria do Corpo de Bombeiros Militar de Jaraguá do Sul, que considerou a estrutura imprópria para uso.
A maior carência do ginásio é a cobertura, que está com diversas telhas soltas ou se desprendendo. Segundo a diretora da escola estadual, Regane Scholemberg, o problema com o telhado ocorre há pelo menos cinco anos. “Eu assumi o cargo no ano passado, mas a reivindicação por obras de melhoria é antiga. Já encaminhamos alguns ofícios para a Secretaria de Educação do Estado, inclusive”, conta.
Para o retorno das aulas no segundo semestre, a expectativa era de que a quadra tivesse sido reformada. De acordo com a diretora, o gerente de infraestrutura da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Jaraguá do Sul esteve na instituição e fez as medições do local. “Os alunos estavam ansiosos para voltar a ter as aulas de educação física no espaço, eles nos cobram bastante. Após a verificação, não fomos informados sobre os passos seguintes”, enfatiza a professora da disciplina, Adrécia Neumann.
A alternativa encontrada para as aulas são os jogos de mesa, realizados no refeitório da escola. A festa junina e a gincana organizada pela direção também foram prejudicadas devido à interdição da quadra. Presidente da APP (Associação de Pais e Professores), Carmen Vasel destaca que o time de vôlei da instituição precisou interromper os treinos pela falta de um local apropriado. “O grupo masculino já foi até premiado em nível estadual em competições”, observa Carmen.
A professora de educação física ainda comenta que a outra quadra existente na escola, sem cobertura, não é usada pelos estudantes por estar com o piso muito áspero. “Acaba se tornando perigoso para quem joga”, aponta.
Além da reforma no telhado, a diretora pontua a necessidade de fechar as laterais da quadra. A obra evitaria que o local ficasse molhado nos períodos de chuva. “Com o vento que passa pelo ginásio, muitas telhas já se soltaram e atingiram residências vizinhas. Os moradores também reclamam do barulho”, relata Regane.
Os alunos da Giardini Lenzi se mobilizam nas redes sociais para reivindicar a obra. Lucas Pedrotti, 16 anos, estudante do terceiro ano do ensino médio, come- çou a frequentar a escola no nono ano do ensino fundamental. Ele recorda que no ano de 2008 a quadra foi interditada pela primeira vez. “Ficamos um tempo sem usá-la, depois arrumaram. Agora, a situação está se repetindo. Para nós é muito ruim, porque exercício físico, mesmo, não conseguimos fazer dessa forma”, ressalta.
OBRAS DEVEM COMEÇAR ATÉ A SEMANA QUE VEM
De acordo com a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Jaraguá do Sul, o contrato autorizando o início da obra na escola Professora Giardini Luiz Lenzi foi assinado nesta quinta-feira (3). A empresa responsável pela manutenção do telhado da quadra de esportes será a Metalúrgica TS Indústria de Estrutura Metálica e Artigos de Serralheria. O prazo de conclusão da reforma é de 30 dias. O investimento será de R$ 7.647,00, com recursos da ADR. Conforme a regional, não há previsão de outras obras para a estrutura, como a construção de paredes nas laterais do ginásio solicitada pela direção da escola.