Atualmente, cerca de 800 crianças aguardam por vagas em creches do município | Foto Arquivo/OCP News
Atualmente, cerca de 800 crianças aguardam por vagas em creches do município | Foto Arquivo/OCP News

A fila de espera por uma vaga nas creches municipais de Jaraguá do Sul soma aproximadamente 800 crianças, de acordo com o secretário de Educação, Rogério Jung.

Para tentar minimizar o impacto dessa espera, o município está há meses elaborando o edital de licitação para compra de vagas em creches particulares e, ao que tudo indica, o processo deve ser lançado nos próximos dias.

O secretário garante que os ajustes finais já foram feitos e só restam detalhes burocráticos para que o edital seja publicado oficialmente. Jung conta que serão adquiridas 100 vagas para berçário I e II, que representam as maiores demandas do município atualmente.

 

 

“São 70% das vagas para BI e 30% para BII, que são hoje as nossas maiores filas”, complementa.

As projeções do secretário são otimistas e mesmo sem a publicação oficial, Jung já estima que no segundo semestre seja lançado um novo processo para a compra de outras 100 vagas.

Apesar disso, salienta que este primeiro edital e consequente contratação do serviço servirá como análise para outros processos.

“Esperamos comprar mais 100 vagas no segundo semestre, mas optamos por aguardar esse primeiro processo até para fazer uma avaliação da prestação de serviço das empresas que vencerem. Nós não queremos perder a qualidade do nosso atendimento”, ressalta.

400 novas vagas em 2019

O secretário salienta ainda que obras estão programadas para este ano, o que deve gerar novas vagas de educação infantil. A estimativa de Jung é que pelo menos novas 400 vagas sejam disponibilizadas ainda em 2019.

“Temos uma fila de aproximadamente 800 crianças, mas tem muitas ainda entrando.

 

A partir de abril, a fila começa a girar mais lentamente porque continuam entrando crianças no cadastro, mas aí as vagas já estão preenchidas, ou seja, é muito difícil sair alguém, mas sempre tem criança sendo cadastrada”, afirma.

Os valores oficiais que serão destinados para a compra das vagas ainda não foram divulgados, mas o levantamento feito pelo setor responsável para elaboração do edital apontou aproximadamente R$ 980 por vaga de período integral.

Segundo a Prefeitura, o investimento é menor do que abrir uma vaga na rede municipal.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?