Transformar comunidades e melhorar o desempenho dos alunos. É com esses objetivos que a Secretaria de Educação de Jaraguá do Sul repassou 182 instrumentos musicais, nesta quarta-feira (27).

O material será entregue em cinco escolas da rede municipal de ensino básico - Professor Francisco Solamon, Luiz Gonzaga Ayroso, Albano Kanzler, Jonas Alves de Souza e Alberto Bauer.

O investimento aproximado é de R$ 270 mil, sendo R$ 162 mil da Secretaria de Educação e R$ 109 mil do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). A compra dos instrumentos foi feita por licitação e teve vários fornecedores, com a Stage Music, de Joinville.

De acordo com o secretário de educação de Jaraguá do Sul, Rogério Jung, o município atende cerca de 1.060 alunos no projeto de musicalização, coral e banda.

Com a entrega dos novos instrumentos, a expectativa é que o número aumente. "Em 2019, queremos chegar a 1.700 estudantes inseridos em projetos musicais", destaca.

Jung afirma que no passado havia 90 alunos na fila de espera para participar do projeto de banda da Escola Francisco Solamon, no bairro Santo Antônio. Agora, novas crianças tendem a realizar o sonho de tocar.

O secretário acredita que as bandas escolares vêm contribuindo para o trabalho em equipe, o respeito entre os alunos e também para inserir os integrantes no Festival de Música de Santa Catarina. "Entre 40 e 80 alunos devem participar da próxima edição do Femusc", ressalta.

Os olhos dos estudantes brilhavam ao ver os novos instrumentos | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Já o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, destacou que está havendo um resgate da cidadania que, segundo ele, perdeu-se ao longo dos últimos anos. "Esse investimento traz um retorno cultural e social gigantesco", frisa.

Lunelli enfatiza que as crianças possuem uma oportunidade única de ter uma ocupação extraclasse que possa contribuir no conhecimento, e ajude-as a construir uma comunidade cada vez melhor.

Instrumentos adaptados

Entre os 11 diferentes instrumentos oferecidos estão violões, trompetes, clarinetes, trombones, todos destinados aos projetos de banda e de aula de violão. A Secretaria de Educação se preocupou com o peso dos equipamentos, por isso que eles foram comprados pensando no tamanho das crianças.

"Agora eles serão facilmente carregados pelos participantes da banda", completa Jung.

John Wesly Rodrigues Maçal, 15 anos, participa há três da banda da escola Luiz Gonzaga Ayroso, que tem 35 alunos.

Ele considera esse investimento importante, pois a escola do bairro Jaraguá 84 estava precisando de melhores equipamentos. "Eu me sinto muito feliz ao ver os novos instrumentos", relata.

O adolescente conta que a banda tem trazido uma conexão maior entre os alunos das intuições e lembra que o grupo já ganhou diversos concursos. No ano passado, conquistou o primeiro lugar em Cascavel, no Paraná.

O professor da banda da escola, Jelson Correa, ressalta que a atividade musical tem proporcionado a inclusão social, com a valorização do estudante com uma prática diferenciada. "É uma maneira correta de ocupar os alunos fora do horário de aula", afirma.

O secretário de Educação destaca que as atividades extra-classe são tratadas como o principal foco de sua gestão. Foi assim com as de iniciação científica e agora com a parte musical. "Essa é uma entrega histórica para a cidade", complementa.

 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?