A Secretaria de Saúde de Criciúma mais uma vez esclarece que a campanha de vacinação na cidade segue o Plano Nacional de Vacinação, com as fases e faixas etárias.

A definição da idade, explica a pasta, é feita conforme cadastro e quantidade de doses, não tendo nenhuma data definida para aplicação nas fases atuais, muito menos para as próximas etapas.

Portanto, a lista divulgada nas redes sociais, principalmente em grupos de WhatsApp, trata-se de fake news.

Multa

Tramita na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) um projeto de lei que prevê multa de R$ 1 mil a R$ 10 mil “para quem, dolosamente, divulgar, por meio eletrônico ou similar, notícia falsa sobre epidemias, endemias e pandemias no âmbito do Estado de Santa Catarina”.

A proposta, de autoria da deputada Paulinha (PDT), já recebeu parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) pela admissibilidade. A votação na Comissão foi unânime. De acordo com o texto, caberá ao Poder Executivo a regulamentação da lei “para sua fiel execução”.


Leia também