Em Santa Catarina, o prazo final para renovação do licenciamento de veículos com placa final 6 é no dia 31 de agosto. Proprietários que não renovarem o documento estarão passíveis de multa gravíssima, 7 pontos na carteira e apreensão do veículo, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (Crlv) pode ser atualizado de duas formas no estado. A renovação online é solicitada no site do Detran-SC com o número do Renavam e da placa do veículo, gerando uma taxa que pode ser paga no próprio site da autarquia ou em caixas eletrônicos e no aplicativo do Banco do Brasil.

Depois da aprovação do pagamento, o download do Crlv-e (licenciamento digital) pode ser feito pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).

Já a regularização presencial é feita nas unidades do Ciretran e do Citran do estado, e o atendimento é exclusivo para cidadãos com agendamento prévio. Para renovar o licenciamento, o proprietário (ou seu representante legal com procuração reconhecida) deve comparecer à unidade na data e horário estabelecidos e portando os documentos pessoais e do veículo.

O pagamento é feito no próprio local e o licenciamento fica pronto para retirada no mesmo posto em data agendada no durante o atendimento.

Para a atualização no licenciamento, todos os débitos veiculares, incluindo Ipva e multas, precisam estar em dia, caso haja alguma pendência o proprietário do veículo pode regularizá-lo no Detran ou em despachantes credenciados no estado.

A taxa do licenciamento 2021, segundo a tabela do Detran de Santa Catarina, é de R$128,85 para a emissão da primeira via física do Crlv e para a versão digital do Certificado. Já para os proprietários que quiserem uma 2ª via do documento físico a taxa é de R$162,72.

Desde 2020, a apresentação do licenciamento não é mais obrigatória em cópia física. Assim, fica a critério do proprietário imprimir a via ou fazer o download do documento para apresentação em smartphone. Em caso de impressão, esta precisa estar em boa qualidade para validação do documento, leitura do QR Code presente na via e identificação do veículo.

 

 

*Com informações de Guilherme Dalbem (DOK Despachante).