Donini reafirma cobrança aos vereadores por mais qualidade 

Donini reafirma cobrança aos vereadores por mais qualidade  Donini reafirma cobrança aos vereadores por mais qualidade 

Cotidiano

Por: Patricia Moraes

segunda-feira, 06:30 - 12/02/2018

Patricia Moraes
A defesa da necessidade de maior qualificação nos debates legislativos e por consequência dos parlamentares, feita pelo presidente da Associação Empresarial Giuliano Donini na plenária da entidade na segunda-feira, passou a semana repercutindo. Na sessão da Câmara de terça e quinta-feira, os vereadores Jackson Ávila (MDB), Marcelindo Gruner (PTB) e Ademar Winter (PSDB) fizeram críticas à declaração do líder empresarial. Ávila chegou a dizer que a Acijs “deve cuidar da indústria, comércio e geração de empregos, esse é seu dever. Nosso dever é legislar e defender o povo de Jaraguá do Sul”. Quer receber as notícias do OCP Online pelo whatsApp? Basta clicar aqui O teor do discurso surpreendeu Giuliano Donini, que garantiu que em nenhum momento o objetivo foi desrespeitar o Poder Legislativo, mas avisou que as cobranças vão continuar porque a sociedade está mais “atenta e exigente”. “A declaração do vereador foi infeliz, ele quer que a Acijs deixe de se preocupar e trabalhar pelos hospitais, pelos bombeiros, pelas entidades assistenciais? E, ainda, ele diz que vereador deve defender a população de Jaraguá do Sul, e por acaso os integrantes da Acijs não fazem parte dessa população?”. Outras declarações dos parlamentares, como a de Gruner que disse que não é preciso ser “doutor” para ser vereador ou então que todo mundo pode se candidatar, foram encaradas como provocação por Donini, que descarta a possibilidade de colocar seu nome na urna por enquanto e diz que não faz sentido imaginar que só vereador ou quem tem cargo pode fazer política. O líder empresarial lembrou também que a entidade sempre foi atuante nos temas de interesse geral da comunidade, tendo participado, inclusive, ativamente do processo eleitoral de 2016 através de campanhas e colocando à disposição dos candidatos uma ferramenta para divulgar suas ideias. Além do mais, quem está na vida pública, cita o empresário, deve estar preparado para cobranças. “A função constitucional do vereador é legislar e fiscalizar, mas eles estão constantemente cobrando obras e ações do Executivo, acho muito estranho, portanto, todo esse desconforto demonstrado por alguns vereadores quando são cobrados. A Acijs não imagina que os vereadores tenham que fazer o que a entidade quer, mas não abrimos mão de manifestar o que pensamos. Nossa cobrança por mais qualidade foi em cima da análise de produtividade da Câmara, que pode ser melhor, não é uma questão pessoal”. Nesse ponto, Donini ainda questiona a abertura dos parlamentares para o diálogo. No início de 2017, quando o Legislativo debateu a possibilidade de aprovar projeto de lei proibindo vereador de assumir cargo de secretário sem renunciar ao cargo, Giuliano Donini foi convidado pelo autor da proposta, Arlindo Rincos (PSD), para participar de uma sessão. Entretanto, mesmo estando no plenário, o empresário foi impedido de usar a tribuna e o projeto acabou rejeitado.
×