A Diretoria de Trânsito da Prefeitura de Jaraguá do Sul informa que ainda não há um prazo para a resolução do problema existente no cruzamento para a ponte Desembargador Mário Rau, ligando os bairros Rau e Amizade.

No ponto de encontro das ruas Roberto Ziemann e Jorge Frederico Augusto Karsten para o acesso à ponte ocorrem acidentes toda semana, segundo moradores.

Conforme a moradora do bairro Amizade Glauciane de Oliveira, que vive em frente ao cruzamento, toda semana é registrado de um a dois acidentes, no mínimo, no local. Glauciane conta que o maior problema é com os motoristas que vêm da direção da ponte para entrar na rua principal.

Lembranças de uma colisão que aconteceu recentemente no local | Foto Eduardo Montecino/OCP News
Lembranças de uma colisão que aconteceu recentemente no local | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Pelas características do local, os condutores que saem da ponte para acessar a Roberto Ziemann não têm boa visualização dos carros que passam pela rua principal e acabam batendo de frente.

O proprietário de comércio de madeiras, Fabiano Eduardo Kanzler, cujo estabelecimento fica ao lado do cruzamento, também relata a mesma frequência e característica dos acidentes no local.

Ele ainda acrescenta que em muitos casos os motoristas acabam utilizando a via de escape construída para os ciclistas.

Fabiano presencia colisões no local com frequência | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Além deste perigo, os pedestres e ciclistas também não possuem segurança para atravessar a rua. Kanzler ainda relata que o horário mais problemático é por volta das 17h30, quando o fluxo de veículos aumenta.

Tanto Glauciane quando Kanzler contam que os acidentes acontecem desde que a ponte foi inaugurada, em março de 2016. Portanto, há cerca de dois anos os moradores do local aguardam por uma solução para o problema.

Moção de apelo

Na terça-feira (23), o vereador Ronaldo de Souza (PSD) defendeu na sessão a moção de apelo ao governo municipal para a construção de uma rotária e também melhorias na sinalização e iluminação do local.

Vereadores fizeram moção pedindo providências | Foto Divulgação

Glauciane conta que há bastante tempo foi procurada por equipe da Prefeitura para tratar da construção da rotária, pois acabaria pegando parte de seu terreno. No entanto, a questão não teve continuidade.

Ela diz ainda que os moradores vêm cobrando a instalação de um semáforo, ideia defendida por Kanzler. Para o proprietário, o Município acabaria necessitando investir uma grande quantia de dinheiro para a desapropriação de terrenos, enquanto a instalação do sinaleiro seria a solução mais rápida e barata.

O que diz a Prefeitura

O diretor de Trânsito, Irio Regel, informa que o projeto de construção da rotatória “já existe há muito tempo, mas depende de verbas para indenização”. Ele diz que estão para vir recursos para o Município, por meio do programa Avança Cidades. No entanto, não soube dizer qual o valor estimado para a obra.

Sobre a possibilidade de uma solução temporária enquanto os recursos não vêm, o diretor diz que a intenção é colocar um semáforo no local. Mas, segundo Regel, não há mais tempo hábil para fazer a licitação da compra do equipamento.

Por isso, a diretoria está fazendo testes e estudando a possibilidade de tirar um semáforo de outro local para ser instalado nesse cruzamento. O diretor afirma também que neste momento não é possível estimar uma data para a instalação do equipamento.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?