Nesta terça-feira (28) é comemorado o Dia Mundial da Educação e, pensando nisso, o diretor da Anhanguera Joinville, Elder Ferrari, dá dicas de como manter o foco nos estudos durante o isolamento social.

Afinal, estudar na quarentena, em tempos de pandemia do coronavírus (Covid-19), pode ser um desafio.

É um momento em que a rotina de estudos precisa ser reformulada, uma vez que as aulas presenciais não estão acontecendo e os alunos precisam se adaptar com o novo cenário de estudos, que exige seriedade e comprometimento.

Para Ferrari, é importante absorver algumas ações fundamentais para que o ritmo de estudos não se perca em meio a tantas situações desafiadoras.

“Dicas práticas que envolvem rotina, gerenciamento do tempo, uso de tecnologias, atenção à saúde e, claro, muita disciplina, podem auxiliar muito os estudantes neste período”, afirma.

O especialista explica que existe uma tendência natural de relaxamento neste período, por isso, a disciplina se faz ainda mais necessária.

“É importante que essa rotina seja transformada rapidamente, já que as aulas continuam sendo oferecidas nas plataformas interativas. O calendário está sendo seguido, por isso os alunos devem levantar no horário habitual, tomar banho, trocar de roupa, se alimentar e já partir para a rotina de estudos. Essas ações farão com que os alunos se sintam mais produtivos logo nas primeiras horas do dia e ajudará a manter o mesmo rendimento de sempre”, explica.

Nesse contexto, a privacidade pode ser uma grande aliada para o aumento da concentração e do foco. A grande maioria dos estudantes se distrai facilmente e isso, obviamente, ganha outro patamar em casa.

Portanto, encontrar um local tranquilo e organizado é peça-chave para garantir a eficiência do aprendizado.

"O ideal é deixar claro aos familiares que estudar em tempos de coronavírus – onde todos estamos reclusos – exige a colaboração de todos e que é fundamental contar com o apoio dos familiares para manter o máximo de silêncio durante os momentos de leitura”, complementa.

“Nada pode ser executado de maneira despretensiosa, desde uma leitura importante até o momento de relaxamento. É preciso que tudo esteja bem estruturado na mente do estudante e que ele continue dedicando a mesma quantidade de horas diárias aos estudos. Isso, aliado a uma boa noite de sono e momentos de relaxamento, contribuem para melhor aproveitamento do aprendizado”, reforça.

Por fim, Ferrari comenta que estudar de maneira remota tem diversos benefícios, principalmente se o aluno aproveitar todos os recursos que a plataforma digital oferece.

“Além de poder estudar a qualquer hora e em qualquer lugar, assistindo o conteúdo quantas vezes quiser e pausando para fazer anotações, esta é uma oportunidade também para que os alunos desenvolvam competências importantes para o mercado de trabalho, como autodisciplina, concentração, organização e gerenciamento do tempo", finaliza.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul