Na quarta-feira (2) foi a vez da ponte Tavares Sobrinho, localizada na Rua Coronel Procópio Gomes de Oliveira, receber os trabalhos de limpeza da Defesa Civil. Dos pilares da estrutura, foram retirados quatro troncos de árvores, que pesavam de quatro a cinco toneladas, segundo informações divulgadas pelo próprio órgão. A ação começou às 8h30 e foi concluída duas horas depois. De acordo com o diretor da Defesa Civil, Hideraldo Colle, a retirada do material pelo guindaste foi facilitada porque o local não tinha fiação elétrica de alta tensão. A ponte faz a ligação entre os bairros Centro, Ilha da Figueira e Vila Nova. No período, o trânsito foi interditado em uma das pistas. Colle destaca que esta é quinta ponte do município a passar pela limpeza. Os entulhos e restos de troncos e galhos das árvores parados nos pilares prejudicavam a vazão dos rios Jaraguá e Itapocu. “Com esse serviço, fica mais fácil fazer a manutenção dos locais nas próximas vezes que os entulhos acumularem, além de evitar possíveis transbordamentos na época de chuvarada”, avalia o diretor. O trabalho de limpeza dos rios e pilares vem sendo realizado desde o começo do ano pela diretoria, em parceria com outras entidades. Nas ações, além de troncos e galhos, já foram encontradas parabólicas, colchões, pneus e até mesmo sofás. No mês passado, uma raiz de eucalipto com duas toneladas foi retirada da ponte do Beira Rio, no Centro do município. -- Leia também: Ponte Tavares Sobrinho será parcialmente interditada para limpeza de pilares -- CONSCIENTIZAÇÃO POR MEIO DA EDUCAÇÃO Para conscientizar a população sobre os riscos de jogar tais entulhos nos rios, a Defesa Civil começou nesta quarta-feira (2) uma série de palestras que devem ser realizadas nas escolas, enfatizando a importância da prevenção e como funciona o trabalho do órgão. O evento foi promovido na escola Ribeirão Molha, no bairro Barra do Rio Molha. A continuidade do projeto, conforme Colle, depende da parceria com as escolas. “O objetivo é que seja algo constante. Neste primeiro momento, a receptividade foi ótima”, frisa o diretor.