Pela terceira semana seguida, Blumenau registrou elevação na curva de casos de coronavírus. A tendência de alta acende um alerta e já desperta preocupação dentro da Secretaria Municipal de Promoção da Saúde.

Na última semana epidemiológica, que contabiliza os casos diagnosticados entre domingo e sábado, a cidade somou 410 novos pacientes infectados pela Covid-19, um aumento de 24% em relação à anterior. Há quase dois meses, o município não atingia este patamar.

Somente nesta segunda-feira (19), 420 pessoas com sintomas gripais procuraram atendimento especializado nos Ambulatórios Gerais. Para se ter uma ideia, na sexta-feira passada (16), as unidades realizaram 149 atendimentos.

 

"Esse dado é um indicador que a situação está piorando. Quanto mais pessoas com síndrome gripal procuram esses estabelecimentos, mais temos indicativos de que a situação não está confortável", afirmou o secretário municipal da Saúde, Winnetou Krambeck.

 

De acordo com ele, o aumento do número de casos deve refletir em breve no crescimento da taxa de ocupação de leitos hospitalares. "A nossa taxa de ocupação de UTI está em 13%, razoavelmente baixa. Mas não podemos nos enganar, porque, com o aumento de casos, a tendência é que em até duas semanas a gente possa ter um aumento no número de leitos de UTI ocupados", avaliou.

Relaxamento

Para Krambeck, a população vem relaxando quanto às medidas de prevenção contra o vírus. "É impressionante a quantidade de pessoas que a gente observa andando em grupo e sem máscaras pela cidade", enfatizou.

"As pessoas que vão para o litoral têm que se cuidar muito. A gente tem a impressão de que no litoral não existe coronavírus, porque as pessoas começam a se aglomerar. Não é essa a nossa realidade. O coronavírus já demonstrou que tem possibilidade de aumento. Se as pessoas não se conscientizarem, poderemos ter dias muito ruins", disse.

Mais duas mortes

Nesta segunda-feira, a Prefeitura de Blumenau confirmou mais duas mortes de pacientes que contraíram a Covid-19, chegando a um total de 157 óbitos. As vítimas foram duas mulheres, uma de 84 e outra de 92 anos.

 

 

Até o momento, a cidade registrou 14.038 casos da doença, dos quais 609 estão em tratamento atualmente.

Receba as notícias do OCP no seu WhatsApp: