Foto Eduardo Montecino/OCP News
Foto Eduardo Montecino/OCP News

Seja na fila de um supermercado ou do banco, muitas famílias que possuem filhos com autismo já passaram por situações constrangedoras nestes ambientes, devido a falta de informação da sociedade sobre o transtorno.

Com o intuito de promover a inclusão social, garantindo e facilitando o acesso em locais públicos e privados a Secretaria de Assistência Social de Jaraguá do Sul realizou a primeira entrega das Carteiras de Identificação do Autista (CIA) a alunos da Associação dos Amigos do Autista de Jaraguá do Sul (AMA) e da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).

Na avaliação do diretor da AMA, Rafael Almeida Ferreira, esta iniciativa vem para beneficiar aos pais que lidam com os desafios diários do transtorno.

“Muitos pais reclamam para a gente que as pessoas julgam os autistas como alguém malcriado e sem limites. Este benefício seria mais ou menos um comprovante para mostrar o diagnóstico”, explica. “Antes muitas famílias tinham que comprovar através de um atestado”, salienta.

De acordo com o coordenador administrativo da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), David Crispim, crianças com autismo possuem um desenvolvimento físico normal.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Entretanto, Crispim explica que eles possuem grande dificuldade de manter relações sociais e não conseguem se comportar em ambientais com muita circulação de pessoas.

“Já houve casos que muitos pais são questionados de estarem na fila de prioridade. Infelizmente, a maior parte das pessoas não percebe que naquele momento a família está com uma pessoa autista”, lamenta.

A CIA permite ao seu portador o acesso prioritário a todos os estabelecimentos públicos e privados, empresariais, comerciais, industriais, fabris, de serviços e similares, como: hotéis, cinemas, supermercados, bancos, farmácias, restaurantes, casas de espetáculos, clubes e shopping centers, entre outros.

Como solicitar o documento

A Carteira de Identificação do Autista pode ser requerida em Jaraguá do Sul por meio de formulário disponível na página da Secretaria de Assistência Socia no portal da prefeitura.

Depois de preenchido, o formulário de requisição deve ser entregue na Apae, AMA ou CRAS mais próximo. Junto com o formulário é preciso entregar uma foto 3x4 recente e cópia simples de um documento de identidade oficial com foto da pessoa com autismo e CPF.

Caso não possua documento com foto, serve cópia simples da Certidão de Nascimento. Também é necessário entregar cópia do relatório médico original referente ao TEA. Com emissão gratuita, a CIA é confeccionada num prazo de 30 dias.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger