Cada vez mais brasileiros buscam o ensino superior em outros países, e escolas de prestígio como as da Ivy League — grupo de 8 universidades tradicionais dos Estados Unidos — tem estatísticas atualizadas sobre a participação internacional em seus programas de graduação, pós-graduação e pesquisa.

A presença de estudantes estrangeiros cresce ano a ano, com o aumento de candidatos melhor preparados e com melhor fluência em outros idiomas.

Em Yale, nos Estados Unidos, 22% dos alunos são de outros países, representando 121 nacionalidades. Já sua colega de Ivy League, a Universidade de Columbia, em Nova York, mostra o Brasil como o 10º colocado na lista de países com mais estudantes matriculados — no ano letivo 2016/2017 havia 301.

 

 

Ainda nos Estados Unidos, a Universidade de Berkeley, na Califórnia, conta com 14,4% do seu corpo estudantil composto por imigrantes.

Na Inglaterra, os números também são bem altos. Em Oxford, uma das universidades de maior prestígio no mundo, 64% de todos os estudantes de pós-graduação são de fora do Reino Unido.

Foto Divulgação / Assessoria

Em 2018, apenas 82 brasileiros em um universo de pouco mais de 24 mil alunos estavam matriculados em algum programa de graduação, pós ou pesquisa. Já a London School of Economics recebeu 59 brasileiros em suas salas de aula no ano passado.

Melhorar o conhecimento e a fluência na língua inglesa e ter uma formação que se destaca no currículo pode facilitar o acesso a uma boa universidade estrangeira.

 

 

A EF Academy, divisão da multinacional sueca de intercâmbios EF, oferece programas de high school (ensino médio) no exterior, dando a seus alunos a possibilidade de proficiência e também de network.

A taxa de ingresso universitário após algum programa de High School da EF é de 99%, e um em cada três alunos é aceito em uma das Top 50 Universidades do mundo.

Os alunos da EF Academy, oriundos de mais de 75 países, tornaram-se parte do seleto grupo aceito em universidades como Yale, Australian National University, University of Hong Kong, University of Amsterdam, Columbia, Berkeley, Oxford eLondon School of Economics.

Com informações da assessoria de imprensa

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger