Uma cidade de características marcantes, atrativa e acolhedora, mas também de olho no futuro. É assim que Corupá chega aos seus 122 anos de fundação neste domingo (7).

Apesar da população relativamente pequena, com cerca de 15.700 moradores segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o município da banana mais doce do Brasil recebe milhares de visitantes todos os anos e é cada vez mais conhecida pelo país.

A história do lugar teve início quando o nome da cidade ainda era Hansa Humboldt, em homenagem ao naturalista alemão Alexandre von Humboldt. A data de fundação se refere ao dia em que Otto Hillbrech e Wilhelm Ehrhardt compraram os primeiros lotes coloniais pela região.

Foto Arquivo OCP News/OCP News

Estes pioneiros, vindos da Alemanha, desembarcaram em São Francisco do Sul e chegaram a Hansa Humboldt vindos de barco pelo Rio Itapocu. Eles chegaram na confluência dos rios Humboldt e Novo, seguiram por um picadão - onde hoje está localizada a Avenida Getúlio Vargas - até o galpão dos imigrantes onde foram recebidos pelo agrimensor Eduard Krisch. O local não passava de um rancho feito de troncos tendo cobertura de folhas de palmito.

Corupá estava integrada à administração de São Francisco do Sul, que ligava Joinville, Jaraguá do Sul e outras cidades próximas. Mais tarde, Corupá foi anexada, através de Jaraguá, ao distrito de Joinville, recém-criado. A criação oficial do distrito aconteceu em 1908. O nome Hansa Humboldt foi deixado para trás apenas em 1944.

Foto Divulgação

De 1914 a 1918 aconteceu a Primeira Guerra Mundial. Até aquela data, só existiam no município escolas particulares alemãs. Estas e outras sociedades foram fechadas neste período pelo inspetor Oreste Guimarães. Terminada a guerra, as escolas e sociedades foram reabertas e veio então, a primeira instituição de ensino brasileira.

Desenvolvimento em alta

Para o prefeito de Corupá, João Carlos Gottardi, a população tem muito a comemorar neste aniversário. Segundo ele, o município vem registrando um aumento de 8% ao ano na arrecadação. Desde 2017, dez novas empresas foram abertas na cidade.

No ano passado, 104 novas vagas de emprego foram abertas em Corupá. Neste ano, de janeiro a maio, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) aponta a abertura de 178 postos de trabalho.

“A economia está crescendo e nós estamos de portas abertas para novas empresas. Por isso, também vamos adotar um novo sistema para agilizar os processos dentro da Administração e atendimento ao público”, enfatiza o prefeito.

Foto Arquivo OCP News

A base de desenvolvimento do município é a indústria, em especial a têxtil e metalmecânica. Outra área de destaque é a agroindústria, impulsionada pela bananicultura. “Muitos negócios surgem neste ramo, fazendo farinha de banana e biomassa, por exemplo. Estamos evoluindo na agregação de valor à banana”, aponta.

As belezas naturais de Corupá também não podem ser esquecidas. Recentemente, em parceria com o Sebrae e Consórcio Intermunicipal Quiriri, o município montou um plano de fortalecimento do turismo. De acordo com o prefeito, um resultado visível do aumento no número de visitantes da cidade é o registro de quantas pessoas passam anualmente pela Rota das Cachoeiras.

Em 2017, foram 25 mil turistas. No ano passado, 32 mil e para 2019, a projeção é o ponto receba entre 35 e 40 mil pessoas.

Programação de aniversário

Os preparativos para os 122 anos de Corupá começaram em maio e devem se estender até o dia 28. Em meio à programação oficial da cidade, teve início o maior encontro de trilheiros do mundo, o Bananalama.

Foto Idário Café

O evento começou na quinta-feira (4) e se encerra no domingo (7). Nos quatro dias, mais de 50 mil pessoas devem passar pelo Seminário Sagrado Coração de Jesus, onde o Bananalama é realizado. Na parte musical, a grande atração é a dupla sertaneja Cesar Menotti e Fabiano, que se apresentou neste sábado (6).

No próximo fim de semana, será a vez da praça Artur Müller receber os festejos tradicionais de comemoração, com desfile, atividades recreativas e apresentações culturais.

Confira a programação

  • 7/7: aniversário de Corupá, com a trilha do Bananalama e diversas atrações programadas para acontecerem no Seminário Sagrado Coração de Jesus durante todo o dia;
  • 13/7: Festejando na Praça, com a presença do Sesc/Sesi, Corupá Buffalos, Gutolândia Kids, Amor Maior, além de outras atrações;
  • 14/7: tradicional Desfile Festivo e desfiles esportivos como o pebolim humano, jogos de tabuleiro e outras atividades recreativas;
  • 20/7: por volta das 12h - chegada da Maria Fumaça
  • 21/7: partida da Maria Fumaça e no Seminário Sagrado Coração de Jesus, além da visitação ao Museu Irmão Luiz Gartner, haverá Exposição Temporária de Ofícios Tradicionais;
  • 26/7: finais do Campeonato Aberto de Futsal/2019;
  • 28/7: encerramento das comemorações com a Corrida de Rua (5km e 10km), Maratoninha para crianças, além da reabertura da Pista Multiuso totalmente reformada e um dia inteiro de rock;
  • Todos os dias: exposição de arte- Corupá Fazendo Arte na Praça Artur Müller de segunda a sexta-feira - das 9h às 20h aos sábados: das 9h às 22h e aos domingos: das 9h às 18h

Bananalama

  • Domingo (7) – Show de encerramento com Téo e Edu, às 18h30

Informações e reservas para os shows pelo telefone (47) 9 9607-5253

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger