O Município de Criciúma confirmou 1.167 novos casos positivos de Covid-19 de 1º a 31 de outubro. Os dados da Vigilância Epidemiológica mostravam 6.604 confirmados no primeiro dia do mês e 7.771 ao final de outubro.

No período, sete criciumenses perderam a vida em decorrência de complicações causadas pelos vírus. O número de pacientes ativos também oscilou, eram 371 no início do mês e 233 ao final. O número de pacientes com quadro suspeito teve alta de 82 para 149.

Durante os 31 dias foram realizadas 2.153 coletas para exame, mostram os dados do Município. O número de casos descartados subiu de 28.466 para 29.385.

Número de hospitalizados teve queda

Criciúma iniciou o mês com 50 pacientes internados. Eram quatro com caso suspeito e os outros 46 confirmados. O mês encerrou com 31 internações, sendo cinco casos suspeitos e 26 confirmados.

A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) teve queda de 23 pacientes no início do mês para oito no final.

Classificação de risco alto

Também em outubro Criciúma, assim como a Região Carbonífera deixou a classificação de risco grave no mapa de risco da Covid-19 e passou para risco alto.

Segundo Matriz de Avaliação de Risco Potencial para Covid-19 no Estado são quatro níveis e cores que definem a classificação de risco das regiões catarinenses: moderado (azul), alto (amarelo), grave (laranja) e gravíssimo (vermelho).

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp