Um novo canal está à disposição da comunidade para entrar em contato com o Conselho Tutelar de Jaraguá do Sul. Desde a semana passada, o órgão possui um canal exclusivo pelo aplicativo WhatsApp, por meio do número (47) 3409-0208.

A conta foi configurada de forma que as mensagens recebidas sejam retransmitidas ao plantão do órgão nos fins de semana e feriados bem como os demais conselheiros.

“Entendemos que o WhatsApp é uma forma de comunicação muito utilizada hoje e por isso resolvemos adotar mais essa ferramenta em nosso trabalho”, explicou o agente administrativo do Conselho Tutelar, Celso Luis Costa.

O novo contato poderá ser utilizado tanto para denúncias como para consultas de assuntos relacionados aos direitos de crianças e adolescentes.

“Isto não impede que as pessoas, em situações de emergência entrem em contato com o serviço 190 da Polícia Militar. Em situações como essas, a própria PM poderá fazer esse contato via WhatsApp”, orientou Costa.

 

13 mil atendimentos em 2020

Em 2020, presencialmente, foram 3.603 atendimentos na sede do órgão, pelos plantões foram feitos 1.384 atendimentos, por telefone mais 5.065 denúncias e, por ofícios recebidos e despachados mais 3.048 ocorrências.

O principal motivo de acionar o Conselho Tutelar ano passado foi a disputa de guarda. Seguido de questões escolares – como não realização de atividades online, matrícula e vaga em CMEI; violência física e/ou psicológica; abuso sexual e abandono de incapaz.

Mesmo com a adoção da nova ferramenta de comunicação as demais formas de contato do serviço continuam disponíveis à população como os telefones 0800-642-0122 (ligação gratuita), o fixo (47) 3409-0200 e o e-mail: conselhotutelar@jaraguadosul.sc.gov.br. A sede de Conselho Tutelar de Jaraguá do Sul fica na rua Antônio Tobias, nº 51, bairro Centro. O horário de expediente é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13 às 17 horas.

Função do Conselho Tutelar

O Conselho Tutelar age sempre que os direitos de crianças e adolescentes são ameaçados ou violados. Fazem parte do conselho os conselheiros tutelares, profissionais que são porta-vozes da sociedade e atuam junto a órgãos e entidades para assegurar os direitos das crianças e adolescentes. São eleitos cinco membros por voto direto da comunidade, para um mandato de três anos. Devem atender as crianças e adolescentes e aconselhar pais ou responsáveis quando há descumprimento de proteção prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), aplicando a medida cabível.