Foram cerca de 3,5 mil atendimentos prestados pelo Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente de Jaraguá do Sul, de janeiro a maio deste ano, relacionados a denúncias de negligência familiar, maus tratos, violência sexual e violência física. O número expressivo de registros motivou a realização do 1º Fórum Municipal do Conselho Tutelar de Jaraguá do Sul, de 29 a 30 de junho, no auditório do Centro Empresarial de Jaraguá do Sul (Cejas). Participam do evento a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, Promotoria da Vara de Infância e da Juventude, centros de referência de assistência social (CRAS), centros de referência especializada de assistência social, centros de apoio psicossocial (Caps), organizações não governamentais, educadores e comunidade. Os interessados devem se inscrever pelo link www.conselhotutelarjar.wix.com/forum. São disponibilizadas 250 vagas. Até a manhã de ontem, já havia 152 inscrições, mais 60 reservas para professores e educadores. A conselheira tutelar Krislaine Bona, explica que a intenção é conscientização. Atualmente, através do projeto “Laços de Amor”, o município consegue mobilizar a sociedade sobre este trabalho. Diretores, orientadores educacionais professores são orientados a identificar indícios de comportamento para reportar possíveis violações sofridas pelos alunos. “É importante denunciar, como cidadão. As pessoas têm medo, mas garantimos o anonimato”, ressalta a também conselheira Vane Maria Dornelles Duarte. O Conselho Tutelar de Jaraguá do Sul funciona na Rua Antônio Tobias, 51, com atendimento ao público de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 11h30, e das 14h às 16h30. Denúncias anônimas de violações de direitos podem ser feitas no conselhotutelar@jaraguadosul.sc.gov.br, ou pelo telefone 3409-0200.