Conheça o espaço que será destinado ao depósito das cinzas de pessoas cremadas em Jaraguá

Conheça o espaço que será destinado ao depósito das cinzas de pessoas cremadas em Jaraguá Conheça o espaço que será destinado ao depósito das cinzas de pessoas cremadas em Jaraguá

Cotidiano

Por: Dyovana Koiwaski

domingo, 12:00 - 18/02/2018

Dyovana Koiwaski
A Paróquia São Sebastião irá abrir um espaço destinado exclusivamente para o depósito das cinzas de pessoas falecidas e posteriormente, cremadas. O Cinerário Paroquial, como será chamado, está localizado na própria estrutura da igreja e estará aberto a população a partir do Sábado Santo, dia 31 de março. O pároco Diomar Romaniv esclarece que a Igreja Católica não é contra a prática de cremação. “O que questionamos é o que é feito com as cinzas porque valorizamos a memória do ente querido”, destaca ele ressaltando a importância do espaço criado dentro da igreja. Quer receber as notícias do OCP Online pelo whatsApp? Basta clicar aqui
Depósito das cinzas será realizado na primeira sexta-feira de cada mês | Foto Divulgação/Cristhine Beppler
O depósito das cinzas será realizado na primeira sexta-feira do mês, iniciando com a missa das 19h e após, uma benção. As visitas serão permitidas diariamente, entre as 8h e 20h. De acordo com a arquiteta Graziela Bordin, responsável pela obra e especialista em arquitetura sacra, a estrutura está sendo construída embaixo da escadaria principal de acesso a igreja, onde antigamente eram realizados velórios na paróquia. Nos últimos anos o espaço servia de depósito e abrigou exposição de presépios. A estrutura terá capacidade para abrigar cinzas de aproximadamente 4 mil pessoas.
Estrutura está sendo construída embaixo da escadaria principal de acesso à igreja | Foto Divulgação/Cristhine Beppler
“O local disporá, além da grande urna, de uma área de oratório. Na área externa, junto à cruz da igreja, as pessoas poderão acender velas. Internamente é proibido colocar flores, velas, ou qualquer tipo de identificação ou objeto pessoal, pois buscou-se com esta proposta da urna coletiva, justamente seguir o princípio de que ‘Somos um só corpo em Cristo’ (Rm 12:5), frase que será gravada na urna”, destaca a arquiteta. Um totem digital estará disponível com as informações das pessoas que tiverem suas cinzas depositadas no local.
×