Um paciente, de 40 anos, de Jaraguá do Sul, é o segundo caso de febre amarela diagnosticado este ano no Estado. A pessoa está internada no Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis, unidade referência de infectologia em Santa Catarina.

O caso de febre amarela em humano foi confirmado em Santa Catarina, nesta segunda-feira (3) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC). O diagnóstico foi confirmado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SC). O paciente não tem registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações.

Segundo o setor de Vigilância, desde o início deste ano já foram encontrados nove macacos mortos em Jaraguá do Sul, todos da espécie Bugio, entre os bairros Rio Cerro e Rio da Luz, zona de mata. No entanto, em apenas três deles foi possível coletar amostras para envio ao Laboratório Central da Vigilância Epidemiológica do Estado, em Florianópolis.

O óbito de macacos em determinada área é um dos principais indícios de circulação do vírus, servindo como um alerta.

Veja também:

Confirmado o primeiro caso de febre amarela em macaco do ano em Santa Catarina
SC tem segundo caso confirmado de febre amarela em humano este ano

16 mil jaraguaenses ainda não se vacinaram

Desde 2018, a Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul intensificou o trabalho de combate à febre amarela, doença que até então parecia erradicada no Brasil. Nas chamadas zonas da mata, técnicos da Secretaria foram de casa em casa para aplicar a vacina. Além disso, campanhas de divulgação, vacinação nos supermercados e horários especiais nos postos de saúde foram adotados.

Entretanto, apesar de todos os esforços e campanhas realizadas, a estimativa é que cerca de 16 mil jaraguaenses ainda precisem se vacinar. O alerta é para que essas pessoas procurem um posto de saúde e verifiquem sua situação. Quem tem mais de 60 anos deve conversar com um médico ou enfermeiro antes de tomar a dose.

A doença

A febre amarela é uma doença grave, transmitida por mosquitos em áreas silvestres e próximas de matas. A vacinação é a melhor forma de se proteger da doença. A vacina é gratuita.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Jaraguá do Sul

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul