Após a divulgação de uma matéria no jornal O Correio do Povo sobre os buracos na BR-280, nas proximidades da empresa Mannes, em Guaramirim, o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) consertou as imperfeições no asfalto daquele trecho.

No entanto, entre Guaramirim e Jaraguá do Sul, os demais trechos da rodovia foram ignorados e o número de buracos continua alto. A condição da pista é alvo de reclamações por parte dos motoristas.

O empresário Silviano Oliveira, proprietário de uma facção às margens da rodovia, confirma que a operação tapa-buracos foi feita apenas em uma pequena área e destaca que os acessos à BR-280 também estão ruins.

"Durante as obras do viaduto eles abriram uma segunda pista, mas como pararam a construção, deixaram sem finalizar essa parte. Agora quando chove enche de água ali. Tivemos que colocar pedra brita esses dias para preencher a vala", comenta.

Oliveira observa que já sabe de cor onde estão os buracos na pista e diz que não tem esperanças das condições melhorarem tão cedo. "Acho que vai demorar", completa.

Motorista acredita que seja necessário um recapeamento total das pistas | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Na opinião do motorista Fabrício da Silva, as operações tapa-buracos não são suficiente para manter a pista em bons condições e oferecer segurança. "Tinha que recapear tudo", observa.

Ele salienta que apenas um trecho da BR-280 foi arrumado, mas que há muitos outros buracos além daqueles. "Até já cortei um pneu do meu carro por causa disso. Eles só tampam, mas as imperfeições aumentam ainda mais", finaliza.

O superintendente da regional Norte do Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura), Ademir Vicente Machado, informa que ainda nesta semana uma equipe irá até o local para inspecionar as condições da rodovia e tomar as devidas providências.

Machado ressalta que devido à troca de governo, ainda não há nenhuma novidade sobre as obras no trecho estadualizado da BR-280 para 2019. "Não sabemos nem quem será o secretário ainda", comenta.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?