Após três semanas consecutivas classificada como alta (cor amarela) no mapa da matriz de avaliação de risco potencial da Covid-19, em Santa Catarina, nesta quarta-feira, a Associação de Municípios da Região Carbonífera (AMREC) foi reclassificada para grave (cor laranja).

Ilustração/SES

A AMREC e o Extremo Sul catarinense também estão em estado de alerta em relação à transmissibilidade.

 

Em relação as medidas de acordo com a nova classificação, a grande parte das mudanças está relacionada a capacidade (lotação) de atividades e serviços.

Eventos sociais, somente com 30% da capacidade de ocupação, conforme a última atualização.

Consideram-se eventos sociais aqueles restritos a convidados sem cobrança de ingresso, compreendendo casamentos, aniversários, jantares, confraternizações, bodas, formaturas, batizados, festas infantis e afins.

Proibidos

Já cinema, teatro, prova de roupas, casas noturnas e de shows, boates, pubs e afins voltam a ser proibidos.

Transporte coletivo

Em relação ao transporte coletivo, o decreto municipal de Criciúma prevê 60% da capacidade de lotação.

Cenário

Sem contar a AMREC, 11 regiões do estado encontram-se em nível grave de risco para o coronavírus e uma em alto risco.

Além da Grande Florianópolis, estão em situação considerada gravíssima as regiões do Meio Oeste e Xanxerê. Na semana passada, somente a região da Capital configurava como gravíssima no mapa.

Casos na AMREC

No último boletim divulgado, os 12 municípios da Região Carbonífera somavam 17.700 casos notificados, 16.359 recuperados e 231 óbitos.

 

 

O que muda?

 

 

>>> Confira o Informativo de atualização da Avaliação de Risco Potencial

 


Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul