O ciclone extratropical que passou por Santa Catarina na última semana causou estragos em todas as regiões do estado.

Até o momento, 121 municípios registraram danos no Sistema do Ministério da Integração Regional, com prejuízos que chegam a R$ 277,8 milhões.

 

 

Nos impactos a empreendimentos privados, as áreas mais afetadas foram agricultura (R$ 121,6 milhões), indústria (R$ 16,9 milhões) e serviços (R$ 13,5 milhões).

Já na infraestrutura pública, os maiores danos foram nas áreas de geração e distribuição de energia elétrica (R$ 57 milhões), telecomunicações (R$ 4,8 milhões) e sistema de esgoto sanitário (R$ 1,3 milhão).

“O governo do estado atua para auxiliar as famílias catarinenses que foram atingidas por esse ciclone. Distribuímos itens de assistência humanitária nesta etapa inicial e colocamos nossas equipes na rua para restabelecer os serviços públicos”, afirmou o governador Carlos Moisés.

O chefe do Executivo estadual acrescenta que, a partir do levantamento dos estragos, avançará o diálogo com o governo federal para garantir recursos para a reconstrução.

Segundo dados da Defesa Civil, pelo menos 204 municípios registraram estragos em função do ciclone.

Formulário

O chefe da DCSC, João Batista Cordeiro Júnior, reforça que é fundamental que as prefeituras preencham o Formulário de Informação de Desastres (FIDE), do governo federal. Assim, será possível ter o cenário mais exato dos danos e, inclusive, solicitar recursos junto ao Ministério.

“A maior perda observada nesse evento em Santa Catarina está relacionada às atividades agrícolas e estruturas industriais, muitos galpões [foram] totalmente destruídos em todo o litoral catarinense”, finalizou.

Ele lembra que esses valores ainda são iniciais e que podem sofrer atualização à medida que os municípios incluam as informações.

Danos humanos

O boletim desta segunda-feira traz ainda os números de catarinenses afetados pelo ciclone. Além de 11 mortes ocasionadas pelo fenômeno, duas pessoas morreram na reconstrução das casas. Também foram registrados 57 desabrigados e 302 desalojados.

Itens de assistência humanitária

A Defesa Civil estadual já repassou 80,6 mil itens de assistência humanitária, como telhas, colchões e cestas básicas, em um total de R$ 1,7 milhão. Até agora, 34 municípios catarinenses já receberam os itens para auxiliar neste primeiro momento.

Fonte: Secretaria de Estado da Defesa Civil.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul