A pressão dos professores e da equipe pedagógica do Cedup (Centro de Educação Profissional) Dario Geraldo Salles, de Joinville, parece ter surtido efeito na Secretaria do Estado da Educação. Depois de uma intensa reunião entre 11 dos 18 diretores de Cedups no Estado com a Secretaria, na semana passada, o governo aceitou voltar atrás, e abrir algumas turmas semestrais de cursos técnicos com uma grande demanda de novas matrículas.

Em Joinville, dos 12 cursos que eram ofertados a cada início de semestre, pelo menos quatro devem ter novas matrículas para julho de 2018. São eles: administração, contabilidade, eletrotécnica e mecânica. A unidade de Joinville também divulgou que haveria nova turma para o curso de eletromecânica, mas a Secretaria de Educação informou que ainda avalia se realmente existe demanda. As inscrições para as novas turmas estão agendadas para o dia 18 e 19 de julho, na unidade que fica no bairro Itaum.

Leia mais: Ministério Público quer licitação de transporte intermunicipal em SC

Readequação

O motivo do cancelamento das turmas do segundo semestre dos Cedups, segundo a Secretaria do Estado da Educação, é combater a evasão escolar, otimizar recursos, rever as grandes curriculares e demanda dos cursos técnicos oferecidos pelo Estado.

No mês passado, a diretora de gestão da Rede Estadual de Educação, Marilene Pacheco, disse que a grande evasão escolar nas turmas técnicas tem feito a secretaria avaliar a necessidade de manter ou renovar estes cursos.

“No Sul do Estado, estamos com um curso de informática, no qual há apenas um aluno matriculado. O Estado precisa pagar por todo o quadro de funcionários para manter o curso para este aluno, o que é inviável do ponto de vista econômico. Em Joinville, temos turmas que começaram com 30 alunos e terminaram o primeiro semestre com nove. Sabemos que educação é investimento, mas o Estado perdeu muita receita e precisa se readequar”, explicou.

Ainda assim, de acordo com a Secretaria de Educação, em agosto, todos os cursos do Cedup devem ser reavaliados, e passarem por uma grande reestruturação. Existe a possibilidade de cursos serem fechados definitivamente, e novas opções serem criadas.

Quer receber as notícias no WhatsApp?