Candidatos à vice escrevem sobre motivações e metas para o governo

Cotidiano

Por: OCP News Jaraguá do Sul

sábado, 04:00 - 03/09/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Diante das reviravoltas vivenciadas no cenário político nacional nos últimos meses, muito tem se questionado sobre o papel do vice na gestão pública. Além de uma atuação ativa, os eleitores buscam, cada vez mais, vice-prefeitos capazes de estruturar projetos e estabelecer objetivos alinhados com as ações propostas durante a campanha. Tudo por uma gestão mais consistente e eficiente. Faltando menos de um mês para as eleições municipais, O Correio do Povo convidou os candidatos a vice-prefeito de Jaraguá do Sul para apresentarem as motivações e temáticas que devem permear suas atuações no poder público. Em uma espécie de conversa com os eleitores através de um texto escrito por cada um deles, Junqueira Junior, Marcia Alberton, Mario Viana e Udo Wagner destacam experiências marcantes de suas trajetórias, seus objetivos e desejos para o futuro da cidade. Junqueira Junior (PSDC) candidato a vice de Ivo Konell (PSB) Sou comunicador, nasci em Campo Mourão, no Paraná, tive uma infância humilde, mas muito feliz. Tenho 27 anos de experiência no rádio, dos quais 20 dedicados e vividos em Jaraguá do Sul. Já fui repórter de TV e atuo no rádio desde o início da minha carreira. Sempre trabalhei muito próximo à população jaraguaense mais humilde, gravando na rua e oportunizando que elas falassem sobre seus problemas. Consegui ajudar muitas pessoas a encontrar a ajuda de que precisavam. Vivenciei de perto seus dramas e suas alegrias, e foi crescendo em mim um profundo sentimento de empatia em relação às pessoas da nossa cidade. Fui criado com sólidos princípios religiosos e, em parte devido a isso, sempre nutri um forte desejo de trabalhar para melhorar a vida das pessoas, meus irmãos. Sendo assim, encarei o convite para ser vice-prefeito de Ivo Konell como uma oportunidade ideal para trabalhar pelo bem comum, o que para mim tem um significado de missão de vida. Me reconheço como um homem público jovem, carismático e sensível à realidade do cotidiano, mas acima de tudo sou uma pessoa de atitude e fé, o que faz de mim tão otimista e inspirado a trabalhar pelo desenvolvimento da nossa Jaraguá. junqueira Fui candidato a deputado estadual nas últimas eleições alcançando um volume expressivo de votos na região, mesmo fazendo uma campanha com baixíssimo orçamento, portanto, já passei pela experiência de ser candidato e estou preparado para qualquer embate de ideias. Se eleito, irei participar ativamente da administração pública, assumindo inclusive uma das secretarias. Serei um vice-prefeito muito atuante e contribuirei com a administração Konell para colocar Jaraguá novamente rumo ao progresso. Acredito no plano de governo de Ivo Konell e estou totalmente comprometido com ele, contribuo com ideias e com a minha própria percepção das necessidades dos moradores de Jaraguá do Sul e, por isso, tenho colocado o melhor de mim nesse projeto. Marcia Alberton (PSDB) vice de Jair Pedri (PSD) Sou natural de Joaçaba, mas moradora de Jaraguá do Sul há 38 anos. Sou empresária, pós-graduada em Inovação Tecnológica e Qualidade com MBA em Gestão Empresarial. Eu acredito na força da mulher no cenário político, justamente porque temos um olhar mais detalhista. E foi esta força feminina, aliada ao meu perfil voluntário e participativo nas questões comunitárias, que me motivou a estar nesta posição de candidata à vice-prefeita. Nesta caminhada levo, além do amor por nossa Jaraguá, a garra, o caráter, a sensibilidade e a determinação de uma vida de experiência como empresária, de trabalho dedicado à igreja, ao associativismo, à política e às instituições filantrópicas. E por este meu histórico de dedicação ao empreendedorismo e ao voluntariado, me sinto honrada e preparada para atuar em um governo onde o foco principal é cuidar das pessoas. marcia Seremos um governo com alma que inspira ações para cuidar do nosso maior patrimônio, que são as pessoas. Definimos que assumirei um papel estratégico dentro do governo, que irá além do cargo de vice-prefeita. Atuarei na busca de soluções, projetos e informações para agregar valor à nossa gestão. Estarei ao lado do prefeito Jair no contato com a sociedade organizada, com órgãos públicos e privados discutindo e definindo em conjunto melhorias para o município. Temos consciência do cenário atual do município e do que está à espera do futuro governante. Como nosso foco são pessoas, nosso governo será humanizado porque este é o nosso perfil. Vamos encurtar a distância entre o cidadão e o poder público. No que se refere ao crescimento econômico, acredito que, ouvindo técnicos e os geradores de emprego e renda e, em especial a sociedade civil organizada (que tem muito a contribuir), poderemos desenvolver ações, que não dependem de recursos financeiros, mas que favoreçam a abertura de negócios, fortaleçam empresas constituídas e que reflitam em melhorias em todas as áreas da sociedade. Mario Viana (PT) vice Luiz Ortiz Primo (PT) Sou natural de Joinville e moro há nove anos em Jaraguá do Sul. Sou técnico mecânico e atuo na área de projetista mecânico industrial. Já trabalhei em várias empresas de Jaraguá do Sul. Sou filiado ao Partido dos Trabalhadores há 19 anos, desde 1997. Sempre participei ativamente de várias lutas sociais em prol dos trabalhadores. Lutas pela tomada e recuperação de fábricas falidas e pela defesa dos postos de trabalhos. Luta em favor do transporte coletivo municipalizado. Luta contra a flexibilização da CLT e a retirada de direitos dos trabalhadores. A minha indicação e escolha como candidato a vice-prefeito pelo PT de Jaraguá do Sul foi unânime, em assembleia, devido justamente a este histórico de lutas em defesa de causas sociais acima mencionadas, e por ter uma ótima sintonia de ideias e objetivos com candidato a prefeito Luiz Ortiz, também do PT. mario Minha motivação para entrar como candidato surgiu porque Jaraguá do Sul é uma cidade que cresceu economicamente, mas esqueceu de crescer socialmente, e os benefícios deste crescimento não chegaram àqueles que realmente são responsáveis por fazer desta a quinta maior economia do estado de Santa Catariana, que são os trabalhadores e suas famílias. Muitos benefícios não foram alcançados, como grandes áreas de lazer nos bairros, políticas públicas de combate às drogas, investimentos no esporte amador para várias modalidades, escolas e creches em período integral, melhoria na saúde com especialidades médicas, o incentivo às pequenas e micro empresas dando mais agilidade nos processos de liberação, a diversificação no ensino técnico e a modernização do transporte público, tornado-o mais ágil, barato, confortável e integrado com as cidades vizinhas. Entre outras questões que estão contempladas em nosso plano de governo. Tenho como lema: Jaraguá do Sul, uma cidade para todos! Udo Wagner (PP) vice de Antídio Lunelli (PMDB) O que me motivou a aceitar a candidatura a vice-prefeito foi unicamente o desejo de ajudar o nosso município. Tenho 11 anos de experiência no setor público, tendo sido por três anos secretário adjunto da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo de SC, assim como presidente da Fundação Catarinense de Cultura. Fui por oito anos deputado estadual, portanto, conheço o Executivo e o Legislativo, podendo assim contribuir com uma gestão eficiente. Outro aspecto que pesou na minha decisão foi que o nosso candidato a prefeito, Antidio Lunelli, é um homem bem sucedido, com firmeza nas suas convicções, competente e, se eleito, irá se dedicar de corpo e alma para fazer um grande trabalho. Meu pensamento é similar ao dele. Sinto-me preparado para a função, pois tenho conhecimento da indústria e do comércio, sempre fui envolvido como voluntário em inúmeras atividades. udo Desejo deixar um legado para Jaraguá do Sul, que é a elaboração de projetos pensando a médio e longo prazo, pois sem projetos não temos o que cobrar do governo Estadual e Federal, nas devidas secretarias ou ministérios. Mesmo se não conseguirmos recurso a fundo perdido, são necessários os projetos para obtermos financiamento do BNDES ou Bancos Internacionais. Outro grande desafio é a desburocratização e agilização nos serviços prestados pela Prefeitura. Esta é uma reclamação unânime da população, a impressão que se tem é de que não existem ferramentas adequadas para a prestação do serviço, apesar da boa vontade dos funcionários. Nos tempos atuais, ninguém vai mais aos bancos, se faz tudo por internet ou mesmo pelo celular, o que desejo entender é porque as pessoas precisam ir tanto à Prefeitura e algumas solicitações demoram seis meses para uma resposta. Com esta burocracia, Jaraguá está perdendo empresas que estão se instalando em municípios vizinhos onde os processos são mais ágeis. Nós temos que facilitar a vida da população.
×