Com o fim do prazo para o registro das candidaturas na próxima segunda-feira (15), tem início já no dia seguinte, 16, a campanha eleitoral para o pleito deste ano. Com menor tempo previsto para a realização das campanhas, os candidatos a prefeito já vêm definindo quais serão suas propostas para o governo municipal. Em Jaraguá do Sul, os quatro concorrentes abordam a questão financeira, sobretudo quanto à necessidade de reduzir os gastos e de aumentar a eficiência da gestão pública, a fim de fazer sobrar recursos. Diante da crise econômica do país, que vem afligindo municípios e estados, os novos gestores terão que driblar as dificuldades financeiras para colocar em prática suas promessas. Ao jornal O Correio do Povo, Antídio Lunelli, Jair Pedri, Ivo Konell e Luiz Ortiz apresentaram alguns dos conceitos e propostas que deverão ser incluídos no plano de governo: Luiz Ortiz Primo (PT) vice Mario Viana (PT) O pré-candidato do PT, Luiz Carlos Ortiz Primo, explica que a proposta de governo está baseada em três eixos principais: Gestão Democrática e Eficiência do Município, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável e Inclusivo. Conforme Ortiz, dentro de cada eixo estão sendo estabelecidas as propostas mais detalhadas, que estão sendo discutidas junto à população. No eixo da gestão democrática e eficiência do Município, o partido defende que o administrador público deve buscar a “legitimidade” de sua atuação, sendo esta entendida pela sociedade como um governo adequado às necessidades políticas, econômicas e sociais, sendo fruto da construção coletiva e participativa. No desenvolvimento social, o partido assume o dever de servir ao cidadão e propõe instrumentos de participação popular no âmbito das decisões e também do controle administrativo. Além disso, pretende auxiliar os grupos sociais em situação de vulnerabilidade. No desenvolvimento econômico, a intenção é buscar um meio sustentável, oferecendo condições para a manutenção do crescimento populacional e de renda que preserve os recursos humanos, naturais e financeiros, melhorando a qualidade de vida de toda a população. Antídio Lunelli (PMDB) vice Udo Wagner (PP) A retomada do crescimento e movimentação econômica de Jaraguá do Sul será o foco da gestão de Antídio Lunelli (PMDB), caso seja eleito. A proposta é criar um ambiente positivo para os negócios e novos empreendimentos, impulsionando o crescimento econômico e a geração de renda e empregos e simplificando a máquina pública, o que também contribuirá para o aumento da arrecadação municipal e da capacidade de investimento. Entre as áreas prioritárias, Lunelli cita a mobilidade urbana, gestão da saúde e prevenção de cheias. Na mobilidade, o pré-candidato afirma que será levado em conta os estudos já realizados pela Prefeitura na área, buscando parceria com o setor privado para tirar as ideias do papel, e que a busca de recursos será também para novas soluções de transporte, sobretudo, sustentável. Sobre as enchentes, além da busca de recursos para medidas preventivas, o empresário cita o Plano Estadual de Recursos Hídricos, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, que será adotado para a criação do Plano da Bacia do Itapocu. Para colocar as propostas em prática, o empresário afirma que é preciso, também, elaborar projetos e “colocar o pé na estrada atrás de recursos”. Ivo Konell (PSB) vice Junqueira Junior (PSDC) O candidato a prefeito pelo PSB, Ivo Konell, afirma que a primeira medida de seu governo, se eleito, é fazer com que sobre recursos na Prefeitura. Para isso, a intenção é reduzir pela metade o número de cargos comissionados, além de compactar secretarias, fundações e autarquias. Segundo Konell, a medida deverá ser capaz de economizar entre R$ 1,5 milhão a R$ 2 milhões por mês. Com isso, o pré-candidato também pretende aumentar a capacidade de investimento do Município, para cerca de 10% a 12%. Com a economia, continua o pré-candidato, o objetivo é colocar em prática as três principais prioridades. Na Saúde, o foco será tentar reduzir o déficit de consultas especializadas – buscando diminuir as filas de espera. Na Educação, a proposta é, também, de tentar reduzir déficit, este quanto ao número de vagas em creches. Já na infraestrutura, Konell cita obras como a construção da Via Verde, no bairro Ilha da Figueira, e a retomada do projeto de habitação Minha Casa, Minha Vida e do programa de pavimentação Nosso Asfalto. Além disso, também projeta a construção de três pontes, nos rios Jaraguá e Itapocu, em locais ainda a ser definidos. Jair Pedri (PSD) vice Marcia Alberton (PSDB) “Pessoas, pessoas e pessoas” são as três prioridades do pré-candidato a prefeito pelo PSD, Jair Pedri. Em qualquer área do Município, Pedri afirma que sua gestão, se eleito, irá focar naquilo que a população necessita, antes de pensar apenas em números. Por exemplo, na Educação, o pré-candidato cita que irá pensar nas pessoas que precisam de escolas bem equipadas, bibliotecas, ensino de qualidade, vagas em creche. Na Saúde, continua Pedri, a intenção é focar nas pessoas que precisam de posto de saúde, que esperam por exames e consultas, assim como na manutenção de ruas da cidade, o objetivo é pensar nas pessoas que precisam de estradas bem conservadas no interior do município. O pré-candidato baseia sua proposta no entendimento de que as pessoas são “a razão de ser e existir da Administração Pública”. Para superar as dificuldades financeiras, Pedri afirma que é preciso ser criativo e também realizar cortes necessários no quadro de comissionados, secretarias, cargos de diretoria, gerências e subgerências. Com os cortes, o pré-candidato estima que poderão ser economizados cerca de R$ 10 milhões por ano, em relação a salários. Com isto, defende que será possível direcionar estes recursos para os setores mais carentes de atenção pelo poder público. pagina 9