Inicia no dia 23 de abril e termina em 1º de junho a 20ª Campanha de vacinação contra a gripe, destinada a grupos mais vulneráveis à infecção: crianças de seis meses a menor de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; profissionais de saúde; professores e auxiliares de sala; gestantes em qualquer fase da gestação, puérperas (mulheres com até 45 dias pós parto); e pessoas com doenças crônicas. O objetivo da campanha é reduzir as complicações, internações e mortalidades decorrentes das infecções ocasionadas pelo vírus influenza na população-alvo desta campanha. A meta de vacinação é de 90% do público desses grupos. O Dia D será 12 de maio, um sábado, quando haverá mobilização em todo o País. A vacina estará disponível em todas as unidades de saúde do município com sala de vacinação. No sábado (12) será ofertada a vacinação das 8h às 17h.
“A vacina é extremamente segura e eficaz . Somente é contraindicada para pessoas com alergia comprovada a ovo de galinha e seus derivados”, detalha o diretor de Vigilância em Saúde, Dalton Fernando Fischer.
A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão é rápida e dissemina-se  facilmente em epidemias sazonais. O contágio se dá por meio das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar e/ou pelas mãos contaminadas com secreção respiratórias e que pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os casos de influenza  variam de leve a graves, podendo levar a óbito. A gripe atinge principalmente grupos de risco como: crianças menores de cinco anos, gestantes, pessoas com 60 anos ou mais e portadores de doenças crônicas não transmissíveis. Os principais sintomas da síndrome gripal são febre, dor de cabeça, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e cansaço. Nos casos mais graves ocorre dificuldade respiratória, sendo necessária a hospitalização. *Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul