Cronograma da campanha de vacinação continua o mesmo em todo o país, de 30 de abril a 20 de maio - Foto: Eduardo Montecino/OCP Online
Cronograma da campanha de vacinação continua o mesmo em todo o país, de 30 de abril a 20 de maio - Foto: Eduardo Montecino/OCP Online
O pedido da Secretaria de Estado de Saúde para antecipar a imunização contra a Influenza em Santa Catarina, por conta das três mortes registradas - uma delas em Guaramirim e outras duas em Blumenau - gerou expectativas nesta terça-feira. No entanto, o Ministério de Saúde confirmou que o cronograma segue o mesmo para todo o país. A campanha ocorrerá do dia 30 de abril a 20 de maio, sendo 30 o dia “D” de mobilização nacional.
Até o momento, o cronograma oficial de distribuição de vacinas não foi confirmado. Se sabe apenas que serão distribuídas, no período de 1º a 15 de abril, cerca de 48% do total de doses. No total, de acordo com o Informe Técnico da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza 2016, o Estado receberá 1.759.000 doses. Se cumprida a promessa, a primeira fase da campanha contará com 844 mil doses. Segundo ainda o Ministério, São Paulo será o primeiro Estado a receber o lote, enquanto Santa Catarina ocupa o segundo lugar em prioridade, em função do alto índice de incidência do H1N1.
A enfermeira responsável pela Imunização da 24ª Regional de Saúde, Clauri Mara Bihr, confirma que amanhã ocorre o encontro do Conselho Intergestores Bipartite (CIB) do Estado, com os coordenadores municipais. No dia 8 de abril, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica realizará uma videoconferência com todas as equipes regionais e municipais de imunização para discutir a estratégia da campanha.
Na região de Jaraguá do Sul, dos cinco casos suspeitos de H1 N1 (dois em Guaramirim, dois em Jaraguá do Sul e um de Massaranduba), houve duas confirmações neste ano: a do óbito em Guaramirim, e de um paciente de Massaranduba, já fora de perigo.
Indústrias da região compram 20 mil doses
O diretor do Sesi (Serviço Social da Indústria) de Jaraguá do Sul, Jefferson Galdino, confirma que a adesão das empresas da região para a compra do primeiro lote de vacinas contra a influenza foi encerrada dia 24, com 20 mil doses encomendadas. A abertura para a compra do segundo lote das vacinas começou dia 25 de março e vai até 14 de abril. “Temos como meta 27 a 30 mil doses na região e já foram vendidas 180 mil doses no Estado”, revela Jefferson.
A intenção é antecipar a vacinação para a segunda semana de abril, duas semanas antes do previsto. Ainda de acordo com Galdino, após atingir a meta vacinal, a ideia é disponibilizar vacinas para a comunidade, com custo que deve girar entre R$ 30 e R$ 38.
Tamiflu é disponibilizado na rede pública de Jaraguá
A farmacêutica responsável pela Farmácia Básica de Jaraguá do Sul, Carolina de Farias, confirma que o município dispõe de 13.960 comprimidos (1.396 cartelas) do medicamento Tamiflu, que combate a Influenza H1N1. Cada cartela tem 10 comprimidos e os pacientes ingerem dois por dia em cinco dias de tratamento.
A entrega é feita mediante apresentação de receita, mesmo emitida na rede particular, ou conveniada. “Estamos bem abastecidos e os hospitais também. Provavelmente o Ministério da Saúde deve mandar novas remessas. Ano passado não tivemos nenhum problemas de falta de estoque”, garante. Nas farmácias comerciais, uma cartela de Tamiflu custa em média R$ 230, com pagamento antecipado e entrega em até três dias.
Como prevenir a gripe A
• Lavar e higienizar as mãos com frequência, principalmente antes de consumir alimentos;
• Ao tossir ou espirrar, proteger o rosto com um lenço, ou o antebraço;
• Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
• Higienizar as mãos após tossir, ou espirrar;
• Não compartilhar talheres, pratos, copos ou garrafas;
• Manter os ambientes bem ventilados;
• Evitar contato próximo dos que apresentem sintomas de gripe.