Restando menos de uma semana para encerrar o prazo final de inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR), as cidades da microrregião ainda não finalizaram o registro das áreas. Em contrapartida, Guaramirim já ultrapassou inclusive o número de imóveis previstos pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável seguindo como base o Censo Agropecuário 2006.

Os dados da Coordenadoria do CAR apontam que o município já cadastrou 1.559 propriedades, superando o número previsto de 1.503, o que representa 103,72% da área já regularizada com o CAR. Ainda segundo os dados, esse número de propriedades cadastradas representa mais de 23.500 hectares de área rural.

O prazo para a inscrição encerra no dia 31 de maio e, em Santa Catarina, 314.903 imóveis já foram cadastrados, representando 86% do total. O CAR é um banco de dados obrigatório, público e eletrônico que funciona como uma identidade ambiental do imóvel rural. Entre as informações discriminadas no CAR estão a espécie de vegetação nativa, área utilizada para produção e área que precisa ser recuperada. Por isso, o CAR é fundamental para a implementação do Código Florestal no país.

Guaramirim é o único município da região a superar os números estimados de cadastro antes mesmo da finalização do prazo. Já em Massaranduba, 100% de cadastramento. Todas as 2.449 propriedades já estão regularizadas.

Jaraguá do Sul, apontam os dados da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, cadastrou até o momento pouco mais de 71% dos 3.638 imóveis cadastrados no censo de 2006. Foram 2.587 imóveis regularizados no CAR, o que representa 36.895 hectares.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural e Abastecimento, Daniel Peach, ações já foram realizadas em Jaraguá do Sul visando o cadastro gratuito para os agricultores. “Além disso, em toda a documentação liberada e o recadastramento na Secretaria, a gente pede o CAR. A maioria dos agricultores que possui cadastro junto a Secretaria está em dia com o CAR”, diz. O secretaria garante ainda que novas divulgações e a ações devem ser realizadas nos próximos dias para alertar os proprietários a realizar o cadastro.

Peach avalia os números como positivos. Para ele, existem proprietários que não possuem produção e acreditam ser desnecessário o cadastro e, ele ressalta, o CAR é obrigatório para todas as propriedades, sejam elas produtoras ou não. “Todos devem fazer o cadastro, seja aqueles que têm propriedade na área rural e produzem, os que tem área de mata improdutiva e os que possuem propriedade rural em área urbana”, destaca.

Além de Guaramirim e Jaraguá do Sul, os demais municípios da microrregião também estão realizando o CAR. Em Corupá, das 1.576 propriedades, 1.201 realizaram o cadastro, o que representa 76,20%. Em Schroeder a porcentagem chega a 95,28%, com 728 imóveis cadastrados dos 764 previstos.

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Adenilso Biasus, Santa Catarina demonstra consciência e respeito à sustentabilidade ao atingir 86% das áreas rurais cadastradas. “Em Santa Catarina, o desenvolvimento da lavoura, com toda sua capacidade econômica, anda de mãos dadas com a preservação da biodiversidade e do meio ambiente”, avalia.

O cadastro das áreas rurais junto ao CAR deve ser realizado pela internet no site www.car.gov.br.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?