Além da rede municipal de educação, as escolas estaduais de Jaraguá do Sul e de toda Santa Catarina também vão abandonar a antiga fórmula de avaliar o aluno a cada bimestre. A partir de 2019, os boletins chegarão aos pais a cada três meses.

A gerente regional de Educação, Cristiana Poltronieri Ziehlsdorff, afirma que esse é um pedido antigo dos professores, que queriam um tempo maior para executar o conteúdo de cada série. Ela enxerga essa medida como positiva no aprendizado dos alunos.

"O professor terá mais tempo para avaliar o aluno e, consequentemente, os estudantes terão uma ambiente mais propício para o aprendizado", relata.

Cristiana aponta que o primeiro ano da nova medida será de adaptação dos professores, pois eles terão uma mais tempo para aplicar as atividades, enquanto os estudantes terão mais tempo para estudar.

"A longo prazo, eu vejo que a mudança trará resultados positivos", comenta.

Ainda segundo a gerente regional, os professores vão receber todas as orientações em fevereiro, antes do início das aulas, para que eles se ajustem rapidamente aos novos critérios.

Cristiana esclarece dúvidas sobre reprovação

A Gerencia Regional de Educação (Gered) percebeu um grande número de boatos nas nas redes sociais sobre uma possível mudança na resolução na reprovação dos alunos da rede estadual nos últimos dias. Cristiana explica que a medida circulando foi estabelecida de em  2017, o que na época também gerou muitas dúvidas na população.

A gerente regional explica que a portaria 189, do dia 9 de fevereiro de 2017, diminuiu a média final para aprovação, que era de 7 e passou para 6.

Outra mudança foi a normatização da obrigatoriedade de uma recuperação a cada bimestre (a partir de 2019 a cada trimestre), excluindo o período do exame final.

Cristiana informa sobre o regime de dependência | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Apesar disso, circulou boatos que o aluno poderia passar de ano mesmo se fosse reprovado em algumas disciplinas, o que é mentira. Se não atingir a média em todas as disciplinas, o aluno é reprovado.

Cristiana relata que o estudante tem a oportunidade de fazer a dependência se tiver migrado no meio do calendário escolar de outra rede que utiliza esse sistema. "Para alunos que frequentam a nossa escola regularmente não está sendo ofertado o regime de dependência", frisa.

Para 2019, a unica alteração é que agora o boletim será disponibilizado a cada trimestre. A média continua 6 com exames a cada trimestre e sem exame final ou dependência para alunos regulares da rede estadual.

Aulas começam na metade de fevereiro

As aulas da rede estadual de ensino de Santa Catarina em 2019 vão começar em 11 de fevereiro e encerrar em 16 de dezembro.  O recesso das aulas nas 1.073 escolas da rede ficou marcado para o período de 15 a 28 de julho.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, os calendários das redes estadual e municipal devem ser alinhados para facilitar o transporte escolar e a os profissionais que trabalham nas duas redes.

Quer receber as notícias no WhatsApp?