Empresas com tributação do imposto de renda com base no lucro real podem destinar parte dos valores para financiar projetos aprovados nas leis de incentivo fiscal, sejam elas de âmbito municipal, estadual ou nacional. No Banco Social da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) há 18 projetos cadastrados aguardando apoio.

São ações comunitárias voltadas ao esporte, cultura, saúde, arte, educação e assistência social. O objetivo do programa é promover o encontro de projetos sociais e culturais com empresas e pessoas físicas que tenham interesse em fazer a doação e ter o benefício da dedução fiscal, através de leis de incentivo.

Por meio do Banco Social, as entidades proponentes podem realizar o cadastro no decorrer de todo o ano.

“Joinville possui inúmeras iniciativas sociais carecendo de estímulo. Defendemos que as empresas com imposto de renda a pagar, tributadas pela modalidade de lucro real, apoiem os projetos comunitários do nosso município”, destaca o presidente da ACIJ, João Joaquim Martinelli.

Entre os cadastrados no Banco Social da entidade estão a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, a Feira do Livro, o Festival de Dança de Joinville, a manutenção do Teatro Juarez Machado e a restauração da Igreja da Paz

O Banco Social da ACIJ foi fundado em 2016 para apoiar iniciativas comunitárias que contribuem com o coletivo. Outra opção é fomentar àqueles projetos cadastrados no Fundo Social da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), com abrangência em Joinville, Jaraguá do Sul, Florianópolis e Chapecó.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger