Desde o início da entrega dos carnês de IPTU até o fim da tarde de segunda-feira, a Secretaria da Fazenda da Prefeitura de Jaraguá do Sul recebeu 382 pedidos de revisão do valor apontado como imposto. O número é considerado baixo e, para o secretário Marcio Erdmann, aponta o bom trabalho da comissão responsável pela atualização da planta genérica de valores dos imóveis.
LEIA MAIS:
- IPTU volta a ser debatido na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul
- Contribuintes de Jaraguá fazem 90 pedidos de revisão do IPTU
Rebatendo questionamento feito pelo vereador Ademar Winter (PSDB), na semana passada, que duvidou do número apontado até a data, de 90 pedidos de revisão, Erdmann diz que está disponível para esclarecimentos. “Ele pode vir aqui e olhar processo por processo, não tem problema. A verdade é que fizeram tempestade em copo de água. A revisão da planta genérica teve o objetivo de acabar com distorções”, alega. Além das revisões, foram protocolados 132 pedidos de isenção de agricultores ou famílias que recebem até três salários mínimos.
Quer receber as notícias do OCP Online no WhatsApp? Basta clicar aqui
A expectativa é que os pedidos de revisão e a procura por outras informações cresçam até o fim desta semana. Na próxima segunda-feira (12), vence o prazo para pagamento à vista e da primeira parcela para quem optar por pagar em prestação. Para pagamento à vista o desconto é de 10%. No caso de parcelamento, o valor pode ser dividido em até oito vezes e as parcelas não podem ser inferiores a R$ 62,22. Erdmann alerta que quem não recebeu o carnê, algo em torno de 5% dos contribuintes, deve procurar o setor para imprimir o documento, ou então acessá-lo pela internet.
VEJA TAMBÉM:
- Bens de interesse de preservação devem solicitar isenção de IPTU em Jaraguá do Sul
- Índices de reajuste no IPTU podem variar entre imóveis da mesma rua em Jaraguá