Nos últimos dias, aumentou o número de pessoas que têm relatado sintomas de virose em Jaraguá do Sul. Dores abdominais, cansaço, enjoo, falta de apetite e diarreia estão entre os sintomas, que podem durar até três dias. De acordo com o pediatra Airton Weber Silva, essa variação da virose, sem a presença de vômitos, é mais comum durante o inverno e outono, sendo considerada doença infecciosa pelas vias respiratórias. Já as viroses gastrointestinais são muitos comuns no verão e costumam atacar o sistema digestivo. “Atendemos casos de virose o ano todo, principalmente nas crianças. Nesta época, o que favorece a proliferação do vírus são os ambientes fechados e hábitos de higiene. As pessoas tossem, espirram, e não têm o devido o cuidado ao lavar as mãos e se proteger”, explica Silva. Com as crianças a atenção deve ser redobrada por causa do convívio em salas de aulas com pouca ventilação e à baixa imunidade. “Nessa idade, em especial as crianças com menos de três anos, ainda não desenvolveram os anticorpos necessários para este tipo de vírus e estão mais suscetíveis à doença”, observa. Sem os devidos cuidados de higiene, uma pessoa pode transmitir o vírus para outras pessoas no ambiente de convívio. Para evitar as viroses, o médico recomenda lavar as mãos após utilizar o banheiro e antes das refeições, alimentar-se bem, estar com as vacinas em dia e deixar os ambientes bem arejados. Durante o período, é recomendado tomar bastante água, ficar em repouso e comer alimentos leves. Ao apresentar sinais mais graves de desidratação, como olhos fundos, pele muito seca, ou quando a diarreia piora, com a presença de sangue, por exemplo, deve-se procurar um médico. A assessoria do Hospital São José não soube confirmar se realmente há um surto da doença no município, mas avalia que houve um aumento na procura pelo atendimento no pronto-atendimento.