Você já deve ter ouvido sobre pessoas que, embora sem condições, acabam abrigando muitos animais com o intuito de tirá-los das ruas.

Geralmente, mesmo oferecendo carinho, os que se enquadram nesse perfil acabam não dispondo de recursos financeiros para arcar com as despesas geradas pelos pets. Esse é o caso da dona Catarina, que hoje possui 78 cães.

 

 

Os animais vão chegando da rua ou são levados por pessoas. E ela vai acolhendo por querer ajudar, mas os pets acabam não recebendo tratamento adequado se não houver auxílio de uma ONG.

E é aí que os protetores voluntários se encaixam nessa história. Atualmente, a Ame Animais está auxiliando dona Catarina e, para isso, busca apoio da comunidade.

Catarina não tem saúde para cuidar dos cachorros, que precisam ser doados. São necessários 30 quilos de ração por dia para alimentá-los.

Casal e parte do terreno da casa
Fotos: Divulgação/Ame Animais

Uma campanha está em andamento para reunir ração suficiente para o período mais crítico do ano, entre dezembro, janeiro e fevereiro, quando as doações caem bastante.

O produto pode ser entregue na Ame Animais ou é possível deixar pago na loja escolhida por quem vai doar e avisar a ONG, que as voluntárias buscam.

Como ajudar?

  • Doando ração, madeira para fazer casinhas, casinhas, potes comedouros, potes bebedouros, 4 pacotes de prego para eternit, 4 pacotes de prego para caibro, 1 metro de areia e 6 sacos de cimento;
  • Sendo voluntário para fazer coberturas e construir o telhado;
  • Doando um guarda-roupa e um armário de cozinha;
  • Dona Catarina necessita de um tratamento dentário que o SUS não cobre, pois não consegue mais se alimentar corretamente.

Animais disponíveis para adoção:

Cão preto e cão branco
Fotos: Divulgação/Ame Animais

  • Fêmea, castrada, 2 anos
  • Fêmea, castrada, 1 ano

Cão caramelo, cão preto e branco e cão caramelo
Fotos: Divulgação/Ame Animais

  • Fêmea, castrada, 4 anos
  • Fêmea, castrada, 3 anos
  • Macho, castrado, 2 anos

Os pets estão disponíveis na Ame Animais, na rua Albino Odorizzi nº 100, bairro Água Verde, Jaraguá do Sul, das 9h às 17h. Agendar horário para visita pelo (47) 99644-9386. O contato para ajudar dona Catarina é o mesmo.

 

Telegram Jaraguá do Sul