Aqueles que ainda não fizeram a doação de materiais artísticos na campanha “Arte de Doar” têm até a próxima sexta-feira (30) para participar.

Servidores, magistrados e demais colaboradores do Poder Judiciário são convidados a se engajar no movimento solidário, que irá beneficiar crianças e adolescentes acolhidos em instituições catarinenses e integrantes do programa Novos Caminhos.

A campanha do Serviço Social do Comércio (Sesc/SC), um dos mais recentes parceiros do programa, busca arrecadar lápis de cor, aquarelas, giz de cera, lápis pastel, tintas guache, cadernos de desenho, canetas coloridas, massinhas de modelar, réguas e pincéis entre outros materiais para atividades artísticas.

Algumas unidades do Sesc no Estado são pontos de coleta. Para ampliar o alcance e divulgação da ação, as secretarias dos foros de algumas comarcas disponibilizaram espaço no fórum para instalação de um ponto de arrecadação. São elas: Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Florianópolis (Fórum Central), Itajaí, Jaraguá do Sul, Lages, Rio do Sul, São Bento do Sul, São Miguel do Oeste, Joaçaba, Joinville e Tubarão.

Os donativos podem ser depositados nas caixas coletoras durante o horário de expediente do fórum, das 12h às 19h, até o dia 30 de setembro. Os materiais serão entregues aos serviços de acolhimento institucional participantes do programa Novos Caminhos em outubro.

Sobre o Novos Caminhos

A iniciativa do Tribunal de Justiça de Santa Catarina tem como parceiros a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), por meio do Sesi/Senai; Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC); Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SC); Ministério Público de Santa Catarina (MPSC); e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio/SC), por meio do Senac/Sesc;

Também participam a Associação Catarinense de Medicina (ACM); Fundação de Estudos Superiores de Administração e Gerência (Fesag); Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE/SC); e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). ​

Fonte: TJSC