Uma ameaça de bomba na Embaixada da Rússia, no Setor de Embaixadas Sul da capital federal, movimentou o Corpo de Bombeiros e as polícias Civil e Militar, no fim da manhã desta quinta-feira (14).

Segundo o Corpo de Bombeiros, mais cedo, a segurança da embaixada recebeu uma ligação telefônica em que uma pessoa ameaçava explodir o local com uma bomba. Os agentes de segurança foram chamados e realizaram uma varredura na área da embaixada.

A operação foi batizada de Petardo, em referência ao um objeto encontrado na embaixada.

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar cercou o local e solicitou aumento do perímetro de segurança. O trânsito nas vias próximas foi interditado.

O esquadrão antibombas examinou uma encomenda deixada na sede da representação diplomática. Como procedimento de segurança, o pacote foi detonado.

Cinco viaturas do Corpo de Bombeiros e uma para o monitoramento de produtos perigosos, como artefatos tóxicos e químicos, também estão no local.

Ainda não há informações sobre a liberação da embaixada da Rússia.

A Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro.

Nesta quinta-feira, mísseis russos atingiram a cidade ucraniana de Vinnytsia, em um ataque que autoridades locais disseram ter deixado pelo menos 12 mortos, incluindo uma criança pequena, além de dezenas de feridos.

*Com informações da Agência Brasil.