A Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul iniciou nesta semana uma varredura que passará por mais de 2,4 mil residências para verificar possíveis criadouros e focos do mosquito Aedes Aegypti. A pesquisa busca atualizar a realidade do município em relação ao vírus. Conforme o coordenador do programa de combate à dengue na cidade, Augusto Poffo, o aumento das temperaturas e o clima úmido favorecem a proliferação do mosquito. No mês de outubro, o número de cidades catarinenses com focos do Aedes Aegypti superou os 27, chegando a 36 municípios. Em Jaraguá do Sul, foram 13 focos neste ano, sendo um em outubro, encontrado no Bairro Tifa Martins. O levantamento paralisa por dez dias o monitoramento nos 665 pontos fixos de análise e 160 pontos estratégicos (ferros-velhos e construções). Neste período, as casas serão visitadas pelos agentes da Vigilância Sanitária. “Pedimos à população que seja receptiva à equipe, todos estarão devidamente identificados com coletes da Vigilância”, frisa Poffo. Foram dez casos confirmados na cidade até agora, todos contraídos em outras localidades. A orientação da vigilância é que nos próximos três meses os munícipes façam vistorias em suas casas pelo menos uma vez por semana, verificando os depósitos de água pequenos, como tampas de garrafa, que podem acumular até 400 ovos do mosquito transmissor, conforme o coordenador. Poffo ainda destaca que o cuidado deve ser maior com a prevenção por cidades próximas terem registrado epidemia de dengue em 2016. Foram oito no Estado. Em 2015, 111 focos foram encontrados em todo o território catarinense, nesse ano já são 133. Os dados são da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive). Atenção nos cemitérios Para este dia de homenagens, o coordenador do programa de combate à dengue, Augusto Poffo, alerta a população para evitar recipientes que possam acumular água, incluindo o papel celofane e pratos, que devem ser furados. Somente flores em vasos plásticos e sobre pratos de areia serão permitidos. Todos os materiais que possam servir de criadouros para mosquitos serão removidos e eliminados nos dias seguintes ao Dia de Finados.