Com grandes resultados na temporada, Helena (E) e Larissa (D) projetam disputar os Jogos de 2020, nos Estados Unidos | Foto: Eduardo Montecino/OCP News

Com grandes resultados na temporada, Helena (E) e Larissa (D) projetam disputar os Jogos de 2020, nos Estados Unidos | Foto: Eduardo Montecino/OCP News

Talento e dedicação aos treinos quase sempre são sinônimos de sucesso em qualquer modalidade esportiva. Isso não falta para uma dupla feminina do vôlei de praia de Jaraguá do Sul.

Com projeto da modalidade já consolidado há mais de cinco anos na cidade e virando referência no Estado, Helena Weber de Oliveira e Larissa Teles de Campos começam a ganhar espaço no cenário nacional e iniciam uma caminhada rumo ao maior sonho de todo atleta: disputar os Jogos Olímpicos.

Em um projeto ambicioso e planejado pelo técnico Cezar Augusto Carneiro de Oliveira, o Cezão, as meninas de apenas 16 anos treinam e participam de campeonatos importantes no país, com a meta de estar nas Olimpíadas de 2028, em Los Angeles-EUA.

“Elas (Helena e Larissa) treinam juntas desde os 8 anos e tenho condições de fazer esse trabalho para um ciclo olímpico. Para chegar em uma Olimpíadas tem de ser feito um projeto com muita antecedência e acredito que nós seríamos pioneiros em um planejamento de dez anos”, disse Cezão.

O caminho é longo e árduo, mas se depender do esforço das jaraguaenses, o objetivo pode ser alcançado. Com treinos diários, entre técnicos e físicos, a evolução nas areias vem sendo significativa.

Apesar da pouca idade, elas vem desbancando duplas mais experientes e chegando as primeiras colocações em campeonatos nacionais Sub-19 e Sub-21.

Agora, o pensamento é de não pular etapas e, passo a passo, cumprir o projeto olímpico. Mesmo com alguns torneio previstos até o mês de dezembro, o foco também já está voltado para 2019, quando a missão é competir regularmente e se firmar entre as líderes do ranking nacional, para, em 2020, começar a disputar as etapas do Open, principal competição do calendário nacional do vôlei de praia.

Foto: Eduardo Montecino/OCP News

E diferentemente de vários atletas, que buscam polos maiores para se desenvolver no esporte de alto rendimento, Helena e Larissa almejam passar por todas etapas do projeto, em Jaraguá do Sul, inclusive, conciliando os estudos futuramente.

“Acredito que dá para chegar (nas Olimpíadas) treinando em Jaraguá. Temos total confiança nisso e estamos evoluindo muito nos últimos anos. Sei que podemos chegar lá com muito trabalho e dedicação”, declarou Larissa.

Além do empenho, o psicológico será fundamental para alcançar o objetivo. Tanto que Helena revela que a dupla não se ilude com os resultados obtidos nos campeonatos recentes, já que a trajetória ainda terá muitos obstáculos.

“Ficamos felizes com o momento, mas não nos iludimos e já pensamos nos próximos campeonatos. Temos muita coisa pela frente, mas acreditamos muito no projeto e vamos fazer o possível para chegar nas Olímpiadas”, destacou.

Apoio necessário

O processo para estar em uma Olimpíadas tem como uma das suas principais base o aporte financeiro. E essa é uma das principais lutas para o técnico Cezão.

Para dar sequência ao projeto olímpico, seria necessário um investimento de R$ 2,5 mil a R$ 3 mil para não precisar tirar dinheiro do próprio bolso, algo que vem acontecendo ultimamente para participação em campeonatos longe de casa.

Além disso, há o interesse da equipe ter seu próprio Centro de Excelência Esportiva de Vôlei de Praia, com todas as necessidades para o desenvolvimento do trabalho de alto rendimento. Atualmente, os treinos são realizados na Arsepum.

“Não adianta a gente chegar nas Olimpíadas e conseguir patrocínio, porque já estaremos no alto nível e ganhando bons prêmios. Então o mais importante é ter apoio nesse caminho para tornar o objetivo mais fácil de ser alcançado”, afirmou Cezão.

LEIA TAMBÉM: 

- Jaraguaenses alcançam melhor resultado na história do Brasileiro Sub-21 de Vôlei de Praia

Atleta de Guaramirim se despede do Brasil para treinar vôlei de praia na Europa

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?