Nesta quinta-feira (5), Ronaldinho Gaúcho foi nomeado embaixador honorífico do turismo brasileiro pelo Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo).

De acordo com a Agência Brasil, o objetivo do programa é atrair turistas aos destinos brasileiros com a divulgação no exterior dos locais interessantes para se viajar pelo país.

Ronaldinho ocupará o cargo de maneira voluntária, sem remuneração. O ex-jogador terá a companhia do cantor Amado Batista no programa.

Ambos foram escolhidos pela influência em suas áreas profissionais. Os embaixadores receberão materiais para promover internacionalmente o turismo brasileiro, buscando incentivar turistas internacionais a visitarem o país.

Crime ambiental

No momento, Ronaldinho responde a processo na justiça por conta de um crime ambiental cometido em 2015.

O ex-atleta e seu irmão construíram um trapiche, com plataforma de pesca e atracadouro, na orla do Lago Guaíba, em Porto Alegre.

A estrutura não possuía licenciamento ambiental e, por isso, Ronaldinho foi multado inicialmente no valor de R$ 800 mil. Como a sansão ainda não foi paga, a multa aumentou e já ultrapassou o valor de R$ 8 milhões.

Por conta do processo, o passaporte do ex-jogador foi cassado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul em novembro de 2018.

Na última terça-feira (3), a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, negou pedido de liminar e manteve decisão que determinou a apreensão do passaporte do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e de seu irmão Roberto Assis Moreira.

Fonte: ESPN

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger