O doce sabor do reencontro, a alegria de voltar a disputar uma tradicional competição após seis anos... É isso que move o Grêmio Esportivo Juventus na estreia na Série A do Campeonato Catarinense.

Longe dos gramados da principal divisão estadual desde 2014, o Moleque Travesso inicia uma nova história na noite desta quinta-feira (23), em confronto contra o Figueirense, às 21h, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Foto Lucas Pavin/Avante! Esportes

A última aparição do Tricolor na elite foi exatamente no dia 12 de abril de 2014, quando a equipe então comandada por Celso Teixeira perdeu para o Brusque por 3 a 2 e amargou a queda após duas temporadas consecutivas na ‘Primeirona’.

De lá para cá, o clube passou por períodos de crise e incertezas, mas também de uma reestruturação iniciada a partir de 2017, que culminou com o acesso no ano passado.

Tudo é muito novo para o time de Jaraguá do Sul, que vem aproveitando o clima de uma Série A novamente e conta com uma torcida eufórica em ver o elenco comandado pelo técnico Jorginho bater de frente com as principais equipes do Estado.

O discurso inicial é evitar o rebaixamento para começar a galgar espaço como uma das principais forças de Santa Catarina.

Foto Lucas Pavin/Avante! Esportes

E a fórmula de disputa na atual temporada auxilia no processo, já que os 10 participantes se enfrentarão em turno único na primeira fase, sendo que apenas os dois últimos colocados brigarão para evitar o único rebaixado à Série B.

Os demais vão às quartas de final, que acontecem em duelos de ida e volta, bem como as semifinais e finais. E esse é o patamar que diretoria, jogadores, comissão técnica e torcida esperam alcançar já em 2020.

Mesmo com as palavras de respeito e reconhecimento aos adversários, o Juventus montou um elenco competitivo, com alguns jogadores muito conhecidos no cenário nacional e outras jovens promessas, tudo sob a batuta do experiente treinador Jorginho.

Um projeto que cria esperanças para um grande retorno do Moleque Travesso à Série A, a começar pelo duelo de logo mais na capital, diante de um dos times mais tradicionais do Estado.

Provável escalação e desfalques

Após mais um de mês de trabalhos físicos e técnicos/táticos, o time juventino que vai iniciar a Série A está praticamente definido.

O técnico Jorginho ainda não confirmou a formação titular para encarar o Figueirense, mas as atividades da semana deram indícios de que o time será o mesmo utilizado no primeiro tempo do amistoso contra o Brusque, no dia 12 de janeiro, que marcou a reinauguração do gramado do estádio João Marcatto.

Régis é o principal nome do Tricolor para o Estadual | Foto Lucas Pavin/Avante! Esportes

Na ocasião, a equipe que apresentou um bom desempenho e foi para o intervalo empatada em 1 a 1 com o atual campeão da Série D do Campeonato Brasileiro teve Hudson Jr., Maninho, Rogélio, Doni e Luiz Henrique; Hildo, Ronald e Marllon; Denner, Régis e Fabinho.

“O trabalho foi muito bem feito e o momento tão esperado chegou. A estreia será diante de uma grande equipe em seus mandos, mas estamos muito preparados para começar bem o campeonato”, destacou o meia Régis, principal contratação para temporada.

Para a estreia, o treinador terá três desfalques: o volante Guilherme, entregue ao departamento médico, o lateral Anderson Pico e o goleiro Assis (foto abaixo), que chegaram ao clube nesta semana e ainda não tiveram suas documentações regularizadas.

Foto Lucas Pavin/Avante! Esportes

Como chega o Figueirense

Maior campeão do Estado com 18 títulos, o Figueirense vem de um 2019 muito turbulento.

Com uma grave crise financeira e a rescisão de contrato com a empresa Elephant, que comandava o futebol, o alvinegro quase foi rebaixado à Série C do Brasileiro, mas conseguiu se salvar na penúltima rodada.

Seguindo com o processo de reestruturação dentro e fora de campo, a equipe da capital chega ao Estadual sob o comando técnico do ex-auxiliar Márcio Coelho e com 11 contratações, entre eles, os experientes Sidão, Lucas e Arouca.

Arouca é o principal reforço do Figueira para 2020 | Foto Patrick Floriani/FFC

Caso consiga a regularização de todos os atletas até a tarde de hoje, o Figueira deve enfrentar o Juventus com a seguinte escalação: Sidão; Lucas, Alemão, Pereira e Sanchez Costa; Paulo Ricardo e Patrick; Diego Gonçalves, Everton Santos e Vitor Feijão; Pedro Lucas.

“Temos respeito pelo Figueirense, mas temos que jogar. O futebol dá grandes exemplos de superação e estamos melhor preparados fisicamente do que eles. Esperamos mostrar isso dentro de campo para sair com a vitória”, afirmou o zagueiro e capitão Rogélio.


Jogos da 1ª rodada

Quarta-feira (22)

  • Criciúma 2×1 Concórdia
  • Marcílio Dias 1×0 Brusque
  • Chapecoense 0×0 Avaí

Quinta-feira (23)

  • Joinville × Tubarão - 19h
  • Figueirense × Juventus - 21h

Tabela

fase

23/01/20 – Figueirense × Juventus
21h, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)

26/01/20 – Juventus × Criciúma
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

29/01/20 – Chapecoense × Juventus
20h30, na Arena Condá, em Chapecó (SC)

02/02/20 – Tubarão × Juventus
16h, no Estádio Domingos Silveira Gonzales, em Tubarão (SC)

09/02/20 – Juventus × Joinville
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

16/02/20 – Brusque × Juventus
16h, no Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC)

01/03/20 – Juventus × Concórdia
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

08/03/20 – Avaí × Juventus
16h, no Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)

15/03/20 – Juventus × Marcílio Dias
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger