O sul está dominando o cenário do poker nacional. Affif Prado, natural de Palmas (Paraná) e representante do Estado de Santa Catarina, é o atual campeão do Brazilian Series of Poker (BSOP), o maior circuito de poker da América Latina.

Além disso, em julho desse ano o time do Estado do Paraná venceu o Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes. Desbancando os paulistas, grandes favoritos do torneio para 2018.

Essas conquistas são exemplos perfeitos de como a região sul está muito forte nesse consolidado esporte das cartas e os resultados alcançados mostram um futuro cada vez mais promissor.

Por se tratar de uma modalidade individual, essa potência na modalidade só é possível por causa dos atletas de altíssimo nível e Santa Catarina é uma parte importante do conjunto que torna o sul tão imponente no poker.

Quando o assunto é poker ao vivo, o quinteto catarinense Kelvin Kerber, Renê Paz, Rodrigo Garrido, Éder Ferronato e o já mencionado Affif Prado são os grandes destaques.

Paz é um competidor que já tem muita história no poker catarinense. Ele foi um dos que mais brilharam na conquista do Estado no Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes em 2016, quando Santa Catarina venceu o até então título inédito.

O competidor também tem no currículo uma conquista no Circuito Sul Brasileiro de Poker, que reúne a elite das três federações na região (paranaense, gaúcha e catarinense).

Para completar, o atleta de Santa Catarina venceu o Campeonato Catarinense de Poker em 2016, o que fechou com chave de ouro uma temporada espetacular.

Kerber é outro que conta com um currículo muito impressionante. Campeão brasileiro no Brazilian Series of Poker de 2016, ele é um dos grandes nomes que representam o poker catarinense a nível nacional.

O competidor também conta com passagens em competições no Chile, Bahamas, Estados Unidos, Espanha e diversos outros países, fato que ajuda a elevar a força do Estado nesse esporte ao nível mundial.

Kerber é considerado como um dos melhores do país - Photo by Danny Maxwell

Outro atleta em grande momento é Rodrigo Garrido. Ele tem na bagagem um título do ranking geral do BSOP (2014) e o feito único de ter conquistado em 2017 três torneios numa mesma etapa.

Atualmente, Garrido está entre os 20 melhores do Brasil no ranking mais respeitado do poker, o Global Poker Index (GPI). A consistência do catarinense é impressionante, visto que ele ficou no top 25 nas últimas três temporadas.

Prado é mais um que tem presença fixa na parte de cima do ranking brasileiro do GPI. Atual campeão brasileiro de poker, o atleta nascido no Paraná cravou raízes em Santa Catarina e faz bonito como um dos grandes competidores da América Latina.

Neste ano, Prado aparece entre os 10 primeiros do Brasil no GPI. Apenas uma posição atrás de Thiago Nishijima, que adotou Balneário Camboriú, um dos maiores polos do poker nacional, como casa.

Com a moral elevada, em junho deste ano Prado fez um tour nos Estados Unidos para uma série de torneios. Ele disputou a cobiçada World Series of Poker (WSOP) em Las Vegas (Nevada), que é o evento mais expressivo do mundo.

Além disso, o competidor marcou presença no conceituado torneio Rio Daily Deepstaks, que também foi realizado na capital do Estado de Nevada.

A participação de Prado nos Estados Unidos foi muito produtiva e em um dos eventos ele até mesmo conseguiu ficar entre os primeiros colocados.

Prado é conhecido no poker nacional há anos - Photo by Thomas Stacha

Para fechar o quinteto que tão bem representa Santa Catarina nas mesas do poker no Brasil e no mundo está Ferronato. Natural de Caibi, cidade próxima a Chapecó, o catarinense também aproveitou a temporada para praticar poker fora do país.

Em agosto, Ferronato esteve na etapa do BSOP que foi disputada em Puerto Iguazu, na Argentina. O desempenho do catarinense na modalidade Omaha foi muito positivo e ele conseguiu ficar com a terceira colocação em um dos eventos.

Como um dos competidores mais consistentes e versáteis da temporada, Ferronato tem a nona colocação no ranking geral do BSOP na modalidade Omaha e está entre os 20 primeiros colocados no ranking de pontuação geral, que é avaliado pelo desempenho na modalidade Texas Hold’em.

Santa Catarina também é destaque no poker online

O Estado de Santa Catarina é um dos polos do Brasil quando o assunto é poker online. Vários competidores de diferentes cidades se destacam nesse quesito. E Jaraguá do Sul tem uma representante de muita qualidade nesse ramo, visto que Camila Kons está entre os 25 melhores profissionais ranqueados do Estado.

Representando Blumenau, Bruno Volks está em grande temporada. De acordo com o ranking oficial do PocketFives, uma autoridade em classificar os atletas no poker online, o competidor está em segundo no Brasil (atrás apenas de João Simão, de Belo Horizonte).

Volks aparece em grande destaque até mesmo no ranking mundial, visto que por esse escopo ele está entre os 35 melhores do mundo. A sua maior colocação até hoje foi a 27ª posição, atingida em 2017.

Direto de Joinville está Geraldo Cesar Neto, que aparece entre os seis melhores do ranking nacional. O catarinense vive a melhor fase da carreira, visto que ele nunca havia conseguido uma posição tão alta no ranking mundial como agora (47°).

Um pouco mais atrás vem Gustavo Mastelotto, natural da cidade de Timbó. Conhecido nas mesas online como “22ehnutzz” e “CampeRando”, o competidor ocupa a 24ª posição nacional. Esse atleta disputa a maioria de suas competições através da internet e é um dos grandes especialistas do meio no Brasil.

Para fechar o rol dos melhores representantes de Santa Catarina no poker online, Renato Nomura é outro que tem grande posição no ranking da PocketFives. O competidor de Florianópolis está entre os 30 melhores do Brasil e vive grande fase.

Também conhecido no mundo online como “renaton”, ele já chegou a ocupar 85ª posição do mundo na modalidade pela internet.

O poker catarinense está muito bem representado e os competidores listados acima representam a elite do Estado. Com a maioria desses está em grande fase na carreira e no auge do nível técnico, é muito provável que no futuro Santa Catarina continue firme e melhore cada vez mais seu status no topo do poker nacional.