Publicidade

Com reforços fora de campo, Juventus promete chegar forte em busca do acesso em 2019

Compartilhar
Presidente Cristiano Humenhuk (E) e gerente de futebol Cleber Hernacki (D) destacam o planejamento adiantado para o clube voltar à elite do futebol catarinense | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Presidente Cristiano Humenhuk (E) e gerente de futebol Cleber Hernacki (D) destacam o planejamento adiantado para o clube voltar à elite do futebol catarinense | Foto Eduardo Montecino/OCP News

O 2018 vai chegando ao fim e o Juventus passa pela quarta temporada consecutiva na Série B do Campeonato Catarinense. Uma marca indigesta, levando em conta a estrutura do clube e sua história cinquentenária.

Mas a promessa é clara: 2019 será diferente. Longe das polêmicas fora dos gramados que marcaram gestões passadas, a atual diretoria trata a próxima temporada como a renovação do espírito vencedor do Moleque Travesso dentro de campo.

Buscando resgatar a credibilidade do clube através de um trabalho desenvolvido há três anos, os dirigentes resolveram unir forças com um grupo de apoiadores para dar o salto tão desejado nos resultados.

Liderados por Carione Pavanello, o Cacá, Célio Lange, o Celinho, e César Pradi, o grupo chega para reforçar o departamento de futebol do clube, com o foco na captação de patrocinadores e montagem do elenco.

“Vejo com bons olhos essa experiência nova de um trabalho em conjunto. Eles vão agregar bastante e acredito que dará muito certo. Vamos montar um time bem competitivo para conseguir o nosso tão sonhado acesso à Série A”, destacou o gerente de futebol, Cleber Hernacki.

Os novos membros do departamento de futebol à direita: César Pradi (camisa rosa), Célio Lange e Carione Pavanello | Foto Divulgação

A ascensão à elite do futebol catarinense é incerta e tudo dependerá do desempenho da equipe em campo. Mas fora dele, as novidades já começaram a surtir efeito. Até o momento, quatro patrocinadores já estão fechados e devem ser anunciados ainda nesta semana.

Além disso, o Juve pode ter um aumento de até 200% na folha salarial em relação ao ano passado, o que deixará o time como um dos fortes concorrentes para alcançar o acesso.

“Estou muito motivado com que eles apresentaram. Já temos contratos encaminhados e fechados, mas o mais importante são essas pessoas que estão vindo para somar. Estou contente com que eles estão trazendo e nós continuamos o trabalho sério e de muita transparência no clube”, disse o presidente Cristiano Humenhuk.

Para quem está chegando, a motivação de levar o Tricolor a principal divisão de Santa Catarina é a mesma.

“Essa diretoria está a três anos fazendo um trabalho muito sério e cumprindo com suas obrigações. Vamos atrás de parceiros para mostrar que esse projeto é viável. Não há dúvidas que brigaremos na parte de cima da tabela para recolocar o Moleque Travesso onde ele merece, que é a Série A”, finalizou Cacá, que trabalhou muitos anos com o futsal de Jaraguá do Sul.

Planejamento adiantado

Nos últimos anos, o Juventus focou os primeiros meses da temporada nos trabalhos de base e na avaliação de atletas para, a partir de março, buscar recursos visando a Série B. Agora, com um corpo maior no departamento de futebol, o planejamento começou mais cedo.

Tanto a captação de recursos como o mapeamento de novos atletas já foram iniciados e a ideia é que todos os jogadores estejam devidamente apresentados um mês antes da bola rolar para primeira rodada do Estadual, marcada para o dia 1º de junho de 2019.

“Hoje temos portas abertas oito meses antes de começar o campeonato. Antes, procurávamos patrocínio em cima da competição. Com o trabalho iniciado bem mais cedo, a chance de sucesso na Série B é muito maior e acreditamos muito que vamos alcançar os nossos objetivos no ano que vem”, declarou Humenhuk.

LEIA TAMBÉM: Juventus: Série B do Catarinense terá nova fórmula de disputa em 2019

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?

Compartilhar