Na cidade cada vez mais castigada por engarrafamentos e trânsito lento, até mesmo fora dos clássicos horários de rush, as ciclovias existentes em Jaraguá do Sul deveriam ser uma alternativa limpa e sustentável para tentar melhorar a mobilidade urbana.

E é apostando nisso que, há três anos, um grupo decide doar parte do seu tempo livre para ensinar, quem ainda não sabe, a andar de bicicleta.

E essa turma, batizada de Bike Anjo, carrega um reconhecimento espalhado por todo país pelas inúmeras ações desenvolvidas em prol dos ciclistas. Em Jaraguá, não é diferente. Desde que chegou ao município em 2015, o projeto já instruiu cerca de 5 mil pessoas a praticar o esporte de forma correta.

Mas após comemorar o Dia do Voluntariado na terça-feira (27), uma vez que a associação não possui fins lucrativos e realiza as atividades gratuitamente, o Bike Anjo procura novos interessados em auxiliar a iniciativa.

Atualmente são 10 voluntários envolvidos na execução do Eba (Escola Bike Anjo), que acontece aos terceiros domingos do mês, onde ensinam crianças a idosos a usar a “magrela”, além do Pedal do Iniciante, de toda quinta-feira, no qual instrutores ensinam os novatos as noções de sinalização, mecânica e segurança pelas ruas da cidade.

Apesar da grande influência sobre a sociedade, o Bike Anjo ainda busca novos voluntariados para criação de outros projetos, como o Escola Bike Anjo, voltado para as crianças que ainda não têm habilidade com os pedais.

“É complicado achar pessoas que se doam para o outro. Temos projetos em mente, mas por falta de voluntários não conseguimos colocar em prática. Esse é o nosso maior objetivo. Precisamos de voluntários que tenham um pouco de tempo livre e vistam a camisa para darmos corpo a vários projetos”, disse Guilhermino Zapelini Junior, presidente da associação.

Como participar

Para os interessados em fazer parte do projeto, basta entrar em contato pelo facebook: Bike Anjo Jaraguá do Sul, e-mail: contato@bikeanjojaragua.com.br ou pelo telefone: (47) 98489-7285.

“Queremos atingir o maior número de pessoas na cidade. É muito gratificante ver que as pessoas estão acreditando no que a gente fala e até mesmo na conscientização dos motoristas após as nossas palestras. Claro que apoiamos aqueles que praticam o esporte por diversão, mas a nossa maior luta é pelos ciclistas do dia a dia para que eles possam andar tranquilamente e com respeito em Jaraguá”, finalizou Junior.

LEIA TAMBÉM: Pernas solidárias: cadeirantes sentem a emoção de uma corrida em Jaraguá do Sul

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?