Foto Eduardo Montecino/OCP News
Foto Eduardo Montecino/OCP News

A forma como o Natal é comemorado varia de cada pessoa ou religião, mas apesar de diferentes sentidos o resultado que todos procuram é o mesmo - a união e o amor. Faltando uma semana para a data, o OCP traz uma série especial com o modo como cada manifestação religiosa enxerga essa época do ano, começando pelo luteranismo.

A Comunidade Luterana traz para o Natal o mesmo espírito que toda comunidade cristã acredita - de que a data representa o nascimento de Jesus Cristo, que veio para ser o salvador da humanidade.

O pastor Rafael Coelho, da Comunidade Apóstolo Pedro, conta que o Natal dentro da igreja Luterana é um momento único e especial, porque traz a tona a pessoa que mudou a história do mundo. Ele diz que na época natalina a comunidade busca trazer as verdadeiras dádivas do Natal.

"É importante ter esse convívio de família, ter a ceia de natal e comprar presentes, mas também é necessário se reunir e meditar, sabendo que essa época é de Jesus", frisa.

Em toda celebração ou palestra relacionada ao Natal, o pastor gosta de contar uma história de infância para recordar a importância desse espírito, de acordo com os princípios cristão.

Pastor fala sobre importância do Natal | Foto Eduardo Montecino/OCP News
Pastor fala sobre importância do Natal | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Em sua casa, as ceias natalinas eram acompanhadas de seu doce preferido: mousse de maracujá. Sua mãe passou a receita para um amigo que tentou fazer o mousse, mas alguns erros na execução deixaram o doce horrível.

Rafael diz que a ideia dessa história é mostrar que nesse período refletimos sobre alguns ingredientes importantes para a vida - ser caridoso, perdoar, ter mais momentos em família.

Mas esses ingredientes, por mais importantes que sejam, precisam estar no lugar certo, que é olhar para o verdadeiro significado do Natal.

"O mais importante de tudo é colocar no lugar certo para experimentar o melhor da vida. O Natal nos lembra que o amor é possível quando olhamos para Jesus", comenta.

Celebrações natalinas

Além de dar o verdadeiro sentido ao Natal, a Comunidade Apóstolo Pedro busca aproximar as pessoas da cultura. Rafael conta que em dezembro eles costumam trazer uma série de mensagens, divididas em episódios. Neste ano, a música escolhida foi "Bola de meia, bola de gude", de Milton Nascimento.

"Cada semana trabalhamos parte da música para dar um significado cultural e provocar um reflexão que as coisas vão além de símbolos religiosos", relata.

O pastor fala que é preciso ter muito equilíbrio para analisar o papel do Papai Noel, que muitas pessoas criticam. Segundo Rafael, ele é um símbolo de um bispo católico que ajudava os pobres, por tanto não é ruim, mas muitas vezes ganha um significado maior do que o próprio Natal.

A comunidade Luterana acredita que o sentimento de reflexão toma conta de todos na época natalina. Independente do que a pessoa reflita, ela tem um tempo para lembrar que Jesus nasceu. "Isso é incrível", ressalta Coelho.

Pastor acredita que o Natal é tempo de refletir | Foto Eduardo Montecino/OCP News
Pastor acredita que o Natal é tempo de refletir | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Segundo o pasto, a igreja aceita que não foi no dia 25 de dezembro o exato dia do nascimento de Jesus, mas um data escolhida por um imperador. Mas mesmo assim é um momento para pensar no que de melhor tem a vida e nas pessoas de bem que te rodeiam.

"Às vezes a gente vê pessoas criticando a árvore de natal e as próprias celebrações, mas a própria crítica é fruto de uma reflexão que essa data promove", diz.

Ele completa dizendo que as igrejas luteranas de Jaraguá do Sul buscam levar amor, bondade e paz para aqueles que mais precisam, para que os frutos dos dias de dezembro sejam colhidos no restante do ano.

De acordo com o chefe de Desenvolvimento Turístico, responsável pelo Turismo Religioso, Giuliano Sávio Bert, Jaraguá do Sul tem 31 templos luteranos - 24 da Igreja de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e sete da Igreja Luterana do Brasil (IELB).

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?